Um copo para a escova de dentes era afinal uma relíquia com 4000 anos

Uma peça do Vale do Indo terminou numa feira de velharias na Inglaterra rural. Em 2013, foi comprada e utilizada como um copo para uma escova de dentes. Só agora foi identificada a sua origem e antiguidade.

Foto
A peça em causa Hansons Auctioneers

Uma peça adquirida em 2013, numa feira no Reino Unido, por cerca de 4 euros, e que foi utilizada durante anos como um copo para uma escova de dentes, foi agora identificada como uma relíquia histórica com cerca de 4000 anos.

A peça, um pote decorado com figuras de animais, tinha sido adquirida em conjunto com outro objecto por cerca de 4 euros numa feira em Willington, na região inglesa do Derbyshire. Ao site da leiloeira Hansons, que também é citado pela BBC, o comprador Karl Martin, de 49 anos, explica que tinha gostado de imediato da peça e que, desconhecendo o seu real valor e a sua história, atribuiu-lhe uma finalidade doméstica: “Eu usava-a na casa de banho para guardar a minha escova e a pasta de dentes – chegou mesmo a ficar com algumas marcas de pasta de dentes”.

O inglês, um apreciador de antiguidades que também trabalha para a referida leiloeira, só descobriu a origem e valor da peça anos mais tarde. “Num dia de trabalho, estava a ajudar o especialista em antiguidades da Hansons, James Brenchley, a tirar objectos de uma carrinha, e reparei numa peça de cerâmica semelhante ao meu suporte de escova de dentes. O estilo da pintura parecia semelhante e tinha também figuras de animais pintadas de forma rústica”, disse.

Martin mostrou então a Brenchley a peça que tinha em casa, e o especialista confirmou que se tratava de um objecto produzido há cerca de 4000 anos na zona correspondente ao actual Afeganistão. O pote foi entretanto leiloado por cerca de 90 euros.

O artefacto foi produzido no período correspondente ao da civilização do Vale do Indo, que ocupava o noroeste do subcontinente indiano e regiões limítrofes. É uma das três primeiras civilizações do globo, a par do antigo Egipto e da Mesopotâmia, e foi responsável pelo desenvolvimento de técnicas de artesanato e metalurgia.