Foto

Wikinight, a app que reúne tudo o que se passa a partir das 19h30

Discotecas, bares, concertos, peças de teatro e maratonas. Tudo o que se passa durante a noite tem lugar na Wikinight, a app gratuita de Francisco Coutinho, de 22 anos, que conseguiu financiamento depois de ir à Web Summit.

Final de semana. Uma clássica questão assola todos os grupos de amigos: “Onde é que vamos hoje?”. A falta de resposta fá-los deambular pelas ruas, sem destino, à procura do sítio ideal. Todos nós nos identificamos com a situação. Foi para acabar com essa experiência rotineira que Francisco Coutinho, 22 anos, decidiu criar a WikiNight, a app para Android e iOS que reúne o que se passa durante a noite — para já, apenas — em Lisboa, Porto e Coimbra.

"Sempre tive espírito de empreendedor", começa por dizer ao P3 o jovem formado em design e multimédia, que aos 12 anos já fazia de tudo para arranjar dinheiro. "Organizava arraiais, teatros, cinema ao ar livre e era tudo a cobrar, claro", graceja, garantindo que nunca pediu dinheiro aos pais. Aos 18 anos, fundou a própria agência de publicidade, a Crewave, e projectou a criação de uma plataforma que servisse de agenda nocturna.

PÚBLICO -
Foto
Francisco Coutinho tem 22 anos e é formado em design e multimédia DR

Tinha 20 anos quando concluiu o primeiro esboço da Wikinight, ainda em versão beta. Levou-o à Web Summit de 2016, onde, além do feedback "fantástico", encontrou um investidor disposto a financiar o projecto. Daí até 28 de Outubro de 2018 — data do lançamento oficial – esteve à procura de conteúdos e a recrutar pessoas que o ajudassem na vertente informática e na recolha de informação. Além da app, também criou um site para “estar em todas as frentes”.

PÚBLICO -
Foto
DR

De discotecas e bares a concertos, passando por peças de teatro e maratonas: o mote é divulgar tudo o que se passa a partir das 19h30. A base de dados já contabiliza mais de dois mil registos, que incluem apenas as cidades referidas no início do texto. Cenário que vai mudar em breve. “Nos próximos meses vamos chegar ao Algarve”, confessa o empreendedor, que pretende alcançar o mercado internacional. “O nosso principal objectivo é chegar aos Estados Unidos. As pessoas sentem falta deste tipo de produtos.”

Tudo porque “não existe uma app tão completa no mercado”. A principal diferença assenta na divulgação de todo o tipo de eventos, ao contrário de outras apps que, diz o jovem, apenas divulgam actividades para as quais vendem ingressos. Além disso, a Wikinight disponibiliza um sistema de pontos, que podem ser trocados por bebidas e outras ofertas em estabelecimentos aderentes. Ao criar conta na plataforma, o utilizador fica automaticamente com cinco pontos; quantos mais amigos convidar, mais pontos ganha. Entre as funcionalidades, estão também vários filtros para ajustar a pesquisa consoante as preferências. Pode-se pesquisar por bares pet friendlygay friendly, com vista privilegiada ou com cerveja a um euro.

A aplicação é gratuita e sempre o será — assegura o criador. Quer para clientes, quer para proprietários e organizadores, que podem registar o estabelecimento ou evento aqui.

Para breve, estão previstas novas funcionalidades. Francisco levanta um pouco da ponta do véu, revelando que a aplicação vai passar a recolher informações sobre as pesquisas dos utilizadores para apresentar resultados personalizados e irá demonstrar, em tempo real, as zonas com mais afluência de pessoas. O desenvolvimento do projecto vai “sempre depender do crescimento do número de utilizadores”. Ainda assim, o jovem deixa a garantia: “Certamente, em menos de um ano vamos ter muitas surpresas.”