Explosão perto de mesa de voto no Paquistão mata pelo menos 28 pessoas

Paquistaneses votam esta quarta-feira para escolher o próximo Governo. O ataque foi reivindicado pelo Daesh.

Colisão de trânsito, veículo
Foto
LUSA/JAMAL TARAQAI

Uma explosão perto de uma mesa de voto em Quetta, no Paquistão, matou pelo menos 28 pessoas esta quarta-feira, dia em que o país vai às urnas para constituir um novo executivo. O atentado foi reivindicado pelo grupo jihadista Daesh no seu canal de propaganda, diz a Reuters.

O ataque provocou pelo menos 35 feridos. 

O alvo do ataque era uma carrinha da polícia que se encontrava no local, diz a imprensa paquistanesa citada pelas agências noticiosas.

Para as eleições foi montado um forte dispositivo de segurança. Mais de 370 mil militares e polícias foram mobilizados, o triplo do que nas eleições em 2013.

No início deste mês, um ataque bombista matou 149 pessoas num comício na cidade de Mastung, a 40 quilómetros da capital do Baluchistão, Quetta. O ataque foi também reivindicado pelo Daesh.