“Não acho uma impossibilidade” PS apoiar Marcelo

Francisco Assis faz um balanço “positivo” do mandato do Presidente.

Foto
Rui Gaudencio

Lembrando que o PSD apoiou a recandidatura de Mário Soares, Assis defende que não há “uma impossibilidade de o PS apoiar uma recandidatura do professor Marcelo Rebelo de Sousa”.

Tem havido da parte do Presidente uma pressão demasiado forte sobre o Governo? Tem sido demasiado interventivo?
O Presidente é interventivo, é a natureza do Presidente da República. Haver uma solução de governação nova, um pouco insólita, que durante muito tempo teve um problema de legitimação, ajudou a que o Presidente da República tivesse uma intervenção. E este Presidente foi essencial para a legitimação deste modelo de governação à esquerda. O Presidente usufrui de uma popularidade extrema, tem de facto um relação directa com os portugueses, que ele promoveu e cultiva e resulta até da sua própria personalidade. É por isso natural que o Presidente tenha hoje uma vontade de intervir, não acho que isso seja necessariamente negativo. Faço um balanço positivo da relação com o Governo.

O PS deve prepara-se para apoiar Marcelo Rebelo de Sousa numa recandidatura?
Não acho uma impossibilidade. É um tema a ser tratado na altura própria. Recordo que o PSD já apoiou uma recandidatura do dr. Mário Soares. Não sou daqueles que acham que haja uma impossibilidade de o PS apoiar uma recandidatura do professor Marcelo Rebelo de Sousa. Mas isso é um tema que terá de ser discutido dentro de algum tempo.