Baha Mar, um complexo que não muda só a paisagem

O empreendimento turístico das Bahamas já gerou mais de 4000 empregos directos no seu primeiro ano de funcionamento.

Baha Mar, Resort
Fotogaleria
DR
Baha Mar, Hyatt, Grande Hyatt Baha Mar, Hotel
Fotogaleria
Baha Mar, SLS Baha Mar, Baha Mar Boulevard, Hotel, Cassino
Fotogaleria
Baha Mar, Resort
Fotogaleria
,
Fotogaleria
casa
Fotogaleria
Arecaceae, Resort, Mar, Piscina
Fotogaleria
,
Fotogaleria
Globalika Comunicación
Fotogaleria
Baha Mar, Hyatt, Ilha Atlantis Paradise, Grand Hyatt Baha Mar, Ilha Harbour, Bahamas, SLS Baha Mar, Hotel
Fotogaleria
Baha Mar, Hyatt, Hotel
Fotogaleria

E se de repente um complexo turístico mudasse não só a paisagem de uma região, mas a economia de um país? O fenómeno dá pelo nome de Baha Mar, prestes a celebrar a terceira e última etapa do seu desenvolvimento nas praias de areia branca de Cable Beach, em Nassau, nas Bahamas.

Há um ano, aterrou na capital Nassau, na ilha de Nova Providência, o Baha Mar, projecto de 4,2 mil milhões de dólares (cerca de 3,5 milhões de euros) que se apresentou como a "nova geração" de empreendimentos turísticos nas Caraíbas. Hoje estima-se que, graças ao aumento de turistas e ao impulso na economia local gerado pelo Baha Mar, o Produto Interno Bruto das Bahamas experimentará um crescimento de 12% durante os primeiros três anos. Para além disso, o empreendimento já gerou mais de 4000 empregos directos no seu primeiro ano de funcionamento.

PÚBLICO -
Foto

O Baha Mar aproveitou o último ILTM para apresentar Rosewood, que assim se junta ao Grand Hyatt (1800 quartos) e o SLS (299 quartos). “É com grande entusiasmo que celebramos a chegada do Rosewood Baha Mar, uma opção de hospedagem envolta em luxo e requinte, características da distinta rede Rosewood Hotels & Resorts”, comentou Graeme Davis, presidente do Baha Mar. "Com três marcas de hotéis de prestígio e todas as opções de entretenimento que caracterizam o complexo, o Baha Mar promete continuar a ser um destino de experiências extraordinárias para que cada um de seus visitantes possa apreciá-lo ao seu estilo", acrescentou.

PÚBLICO -
Foto

O Baha Mar foi inaugurado a partir de um plano de abertura gradual de três fases que começou com o hotel Grand Hyatt Baha Mar, o seu Casino (o maior casino das Caraíbas, com 9500 metros quadrados para jogos e entretenimento, mais de mil máquinas de última geração, 126 mesas de jogo, corridas e apostas desportivas, bem como salões exclusivos para grandes apostadores) e um Centro de Convenções, Artes e Entretenimento (com um campo de golfe projectado por Jack Nicklaus, um centro comercial e sete piscinas). A segunda fase foi finalizada no Outono de 2017, quando a SLS Baha Mar abriu portas somando ao complexo variadas opções gastronómicas.

PÚBLICO -
Foto

A terceira fase conclui-se no próximo dia 22 de Maio com a inauguração do hotel Rosewood Baha Mar. Os seus 241 quartos e villas somarão um total de 2300 quartos em todo o complexo; todos inspirados por um design colonial britânico, mas com uma essência descontraída que evoca a vida à beira-mar. O Rosewood também oferecerá cinco restaurantes e bares, spas, piscinas e villas.

Um dos pontos mais fortes do Baha Mar é sua ampla oferta gastronómica, com cerca de 40 opções de restaurantes, bares e food trucks na praia. Entre os cardápios destacam-se pratos tradicionais como os bolinhos de caracol, o caril de cordeiro e o arroz com ervilhas.

PÚBLICO -
Foto

A Fugas viajou a convite da ILTM