Perguntas e Respostas

Como sair do Facebook

Sair do Facebook não é impossível, mas pode ser um desafio. Veja o que é preciso fazer para um logout definitivo desta rede social.

Foto
Reuters/DADO RUVIC

O Facebook é um site prático. Junta amigos, colegas de trabalho, fotografias, conversas, permite acompanhar eventos e fazer parte de comunidades. A partir de um só registo, conseguimos aceder a uma série de outras aplicações. A questão é que, quando o fazemos, estamos a entregar a outras empresas alguma informação pessoal que fica sujeita à manipulação de conteúdos, desde publicidade até propaganda política. A máxima de que "não há almoços grátis" vem a propósito quando se fala do carácter "gratuito" de sites como aquela criada por Mark Zuckerberg. Mas a recente polémica que envolve a ligação da rede social e a utilização de dados por parte da Cambridge Analytics está a gerar um movimento que defende o fim da utilização da aplicação.

Nas aplicações ligadas à rede social há até uma definição que permite que o Facebook forneça os dados quando os nossos amigos utilizam aplicações. "As pessoas que podem ver a tua informação também podem levá-la consigo quando utilizam aplicações. Utiliza esta definição para controlares as categorias de informação que as pessoas podem levar consigo." Aqui, poderá consultar quais as aplicações com acesso aos seus dados.

A teia do Facebook

Sair do Facebook não é impossível, mas também não é intuitivo e é importante distinguir entre apagar temporariamente ou abandonar de vez a rede social. Ao desactivar a conta pessoal, o que se está a fazer é apenas esconder a informação de pesquisas e de amigos. Ou seja, apesar de a conta ser invisível, toda a informação nela contida permanece intacta nos servidores do Facebook. Mas até mesmo para este processo, reversível e temporário, o Facebook coloca algumas barreiras e desencoraja os utilizadores a desactivar a conta. Além disso, durante todo este processo, o Facebook nunca oferece a opção de apagar definitivamente a conta.

Qual a diferença entre desactivar ou apagar?

Quando um utilizador tenta sair do Facebook a primeira opção que lhe é oferecida é a de desactivar a conta, uma opção temporária e reversível. Já a opção de apagar a conta pessoal definitivamente é a que elimina de facto a conta. No entanto, esta opção "está escondida" na aplicação e é preciso procurar por ela com atenção.

Como guardar a informação do Facebook?

Antes de avançar com a decisão de apagar a conta, é prudente efectuar uma cópia da mesma, para guardar as memórias partilhadas na rede social ao longo do tempo. Para isso, deverá ir às definições gerais de conta e clicar em “Descarrega uma cópia dos teus dados do Facebook”, no final da lista de opções. A cópia é gerada através de um link enviado para o email associado à conta de Facebook e inclui as publicações, fotografias, vídeos e mensagens partilhadas. O link tem uma validade curta, por isso o arquivo gerado deve ser descarregado quando se recebe o email.

Como desactivo temporariamente o Facebook?

Quem procura uma solução temporária pode optar pela desactivação da conta. Para isso deve procurar as definições da conta e escolher a opção Geral. De seguida, deve seleccionar a opção Gerir conta. Aí surgem duas opções: a primeira oferece opções de gestão de conta após a morte e a segunda permite desactivar a conta. Ao clicar em “Desactiva a tua conta”, o Facebook pede a palavra-passe. Após confirmação da palavra-passe, a rede social lembra-nos de todos os amigos que vão ter saudades nas redes.

PÚBLICO -
Foto
PUBLICO

“Desactivar a tua conta desactivará o teu perfil e eliminará o teu nome e foto da maioria das coisas que partilhaste no Facebook. Algumas informações poderão continuar visíveis, como o teu nome em listas de amigos e mensagens que enviaste”, lê-se na mensagem gerada, seguida de imagens dos nossos amigos na rede social e um convite para lhes enviar uma mensagem. Caso o utilizador opte por enviar uma mensagem a um dos amigos, quando regressar à página principal verá outros cinco amigos diferentes.

Depois, o Facebook obriga a explicar o motivo da saída. Eis as opções oferecidas.

  • Isto é temporário. Vou voltar.
  • A minha conta foi pirateada.
  • Recebo demasiados emails, convites e pedidos do Facebook.
  • Não considero o Facebook útil.
  • Tenho outra conta do Facebook.
  • Passo demasiado tempo a utilizar o Facebook.
  • Eu não me sinto em segurança no Facebook.
  • Tenho uma preocupação relacionada com a privacidade.
  • Não compreendo como se utiliza o Facebook.

A cada opção seleccionada, o Facebook oferece uma “solução” e pede para detalhar a razão que justifica a vontade de sair da rede social. “Mesmo depois da desactivação, os teus amigos poderão continuar a convidar-te para eventos, identificar-te em fotos ou pedir que adiras a grupos”, avisa a rede social. Só caso se seleccione a opção de cancelar esta opção é que o utilizador deixa de receber emails.

Depois de concluídas todas estas etapas, a conta fica desactivada — mas não deixa de estar lá, ainda que escondida. Em nenhuma parte do processo surge qualquer opção para apagar definitivamente a conta. É preciso procurar por ela.

PÚBLICO -
Foto
PUBLICO

Como apagar o Facebook?

Uma vez que a opção de apagar a conta não surge, é preciso encontrá-la. A forma mais directa de o fazer é procurar pela Ajuda rápida, no ícone no canto superior direito, ao lado das notificações (se estiver a ver o site num computador). A partir daí é preciso procurar por “apagar conta”. É aí que, entre uma lista de opções, surge a de apagar permanentemente a conta. Depois de explicar as coisas que se perderão ao apagar a conta, o Facebook faz um convite: “entra em contacto connosco” — uma espécie de mensagem codificada que significa na realidade “apagar a conta”. Depois da confirmação, o pedido para apagar a conta fica submetido. O processo demora então cerca de 90 dias até ser definitivo e pode ser cancelado durante esse período com apenas um login.