Recorde de produtores no Vinhos de Portugal no Rio e em São Paulo

Evento organizado pelos jornais PÚBLICO, O Globo e Valor Económico acontece em Junho, nas duas principais cidades brasileiras.

Foto
Vera Moutinho

A segunda edição de Vinhos de Portugal em São Paulo, agendada para Junho, terá 84 produtores, enquanto que a quinta que se realiza no Rio de Janeiro conta com 80 inscritos. Esta será a maior edição de sempre do Vinhos de Portugal desde a sua estreia, em 2014, e o maior evento de vinhos portugueses para consumidores no estrangeiro. A organização é dos jornais PÚBLICO, O Globo e Valor Económico, em parceria com a ViniPortugal.

Para o produtor da Bairrada Luís Pato, uma referência no Brasil, “o evento tem sido fundamental para a imagem de qualidade e diversidade do vinho português em geral e no mercado brasileiro, onde a língua ajuda a entender melhor os nossos rótulos”. Já a produtora Sofia Brito e Cunha, da Quinta de São José, no Douro, que foi às duas últimas edições no Rio, irá estrear-se em São Paulo.  “Vou pela dimensão e porque quero conquistar o público paulista, que é diferente do carioca. Eu acredito que o Brasil é um mercado maravilhoso para os vinhos portugueses e há muito potencial.” 

O produtor Tony Smith, um dos proprietários da Quinta de Covela, Quinta das Tecederias e Boa Vista, vai pela primeira vez aos eventos, apesar de os seus vinhos terem estado em todas as edições. “As minhas expectativas são altas, pois temos visto uma recuperação do mercado brasileiro, apesar das notícias geralmente más que nos chegam pelos media, e são eventos como estes — duas belas “montras” no Rio e agora em Sampa — que nos ajudam a ganhar notoriedade. O Brasil é um dos poucos mercados no mundo onde o vinho português é aceite naturalmente e sem complexos, o que torna o trabalho de divulgar os nossos vinhos num prazer. E como o evento tem ganho cada ano mais nome, este ano resolvi ir.” 

Os maiores eventos de vinhos portugueses no Brasil serão realizados entre os dias 1 e 3 de Junho, no Rio, e entre 8 e 10 de Junho, em São Paulo. O interesse dos produtores, principalmente em São Paulo, confirma a previsão do presidente da ViniPortugal, Jorge Monteiro, que no início das inscrições, em Janeiro, declarava esperar “a maior participação de sempre, quer dos produtores e importadores, quer do público carioca e paulista”.

 Actualmente só há duas provas no mundo em que haverá mais produtores do que o Brasil: a de Londres da ViniPortugal, com 85 produtores, que é principalmente voltada para o mercado profissional, e a Prowein, que é a feira mais importante do sector no mundo mas não é aberta a consumidores.  

São várias as actividades e experiências com os vinhos e convívio com os produtores durante os três dias de evento em cada cidade, que contam com a participação dos jornalistas do PÚBLICO Manuel Carvalho e Alexandra Prado Coelho. Eles fazem parte da equipa de críticos que guiam provas de vinhos e harmonizações durante os três dias de evento em cada cidade, juntamente com os portugueses Rui Falcão e Luís Lopes e o brasileiro Jorge Lucki, do Valor Económico, além do único master of wine de língua portuguesa, Dirceu Vianna Júnior, que participa nos eventos desde a primeira edição. 

O objectivo este ano é aumentar o público, principalmente em São Paulo, e consolidar de vez o posicionamento na maior cidade e capital financeira do Brasil. Até agora, além da parceria com a ViniPortugal, a iniciativa tem o apoio da Universidade de Coimbra, da Comissão Regional do Alentejo, da Comissão do Dão e do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP), o que garante provas com destaque para os vinhos produzidos nestas regiões.