Mulheres que acusaram James Franco querem que o actor peça desculpa

Violet Paley e Sarah Tither-Kaplan falaram sobre os casos numa entrevista ao Good Morning America.

Foto
James Franco nos Globos de Ouro REUTERS/Mario Anzuoni

Violet Paley e Sarah Tither-Kaplan, duas das mulheres que acusaram James Franco de assédio sexual, contaram ao programa Good Morning America que gostavam que o actor se desculpasse pelo alegado mau comportamento que, de acordo com o LA Times, o advogado de James Franco contestou. Aliás o próprio actor já o tinha feito no programa de Stephen Colbert.

“James abusou do poder ao explorar mulheres que não eram celebridades com a desculpa de lhes estar a oferecer oportunidades”, conta Sarah Tither-Kaplan, que frequentou aulas leccionadas pelo actor. Contudo, a actriz considera que o actor "não é propriamente um Harvey Weinstein". “Ele não é um monstro insensível que não tem sentido da realidade (…) Ele não é uma pessoa imperdoável, pelo menos para mim", considera.

Violet Paley, que publicou um tweet sobre o pin que James Franco usou na noite dos Globos de Ouro, explicou que escreveu a publicação por impulso e que está arrependida de ter continuado a manter uma relação consensual de cariz sexual com o actor. “Eu era jovem e ele era uma celebridade que eu admirava”, reconhece.

Sugerir correcção