Andrea Nahles, a única no SPD que “pega o boi pelos cornos”

Foto
Andrea Nahles é da ala esquerda do SPD CLEMENS BILAN/EPA

No Congresso do SPD, em Novembro, que elegeu Kevin Kühnert como líder da Juventude Social-Democrata, Andrea Nahles foi a escolha para a líder parlamentar do SPD. Na altura, a situação era muito diferente: Angela Merkel negociava uma coligação com Verdes e Liberais, e o SPD tinha prometido ser oposição - o principal partido de oposição. Nahles seria a cara desta oposição e esperava-se que a sua fervorosa defesa (a antiga ministra do Trabalho é mais conhecida por ser contundente do que elegante nas suas intervenções).

Agora, a sua energia virou-se para a defesa da “grande coligação” e tornou-se a uma das suas principais figuras - recentemente foi descrita pelo diário Frankfurter Allgemeine Zeitung como a única no SPD que “pegou no boi pelos cornos” fazendo uma forte defesa do pré acordo de coligação, no meio de “uma liderança hesitante e pouco convencida”.

Nahles, 47 anos, é da ala esquerda do SPD e o seu apoio é essencial para convencer estes membros. Nahles nunca trabalhou fora da política (é uma “política profissional”) e já foi, tal como Kühnert, líder da Juventude Social-Democrata (a posição é muitas vezes uma rampa de lançamento, também Schröder foi líder da Jusos).