Trabalhadores da justiça marcam concentração junto ao Ministério

Em causa está a reposição do vínculo público de nomeação, a dotação dos mapas de pessoal de postos de trabalho que respondam às necessidades dos serviços tutelados pelo Ministério Público e a revisão das carreiras.

A concentração de trabalhadores está marcada para esta sexta-feira no Terreiro do Paço
Foto
A concentração de trabalhadores está marcada para esta sexta-feira, no Terreiro do Paço SR Sandra Ribeiro

Os trabalhadores dos serviços do Ministério da Justiça marcaram para sexta-feira uma concentração no Terreiro do Paço, em Lisboa, para exigir a reposição do vínculo público de nomeação e a revisão de carreiras, entre outras reivindicações.

Uma nota divulgada esta segunda-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais alega que, passados dois anos, o Governo "continua sem resolver os problemas dos trabalhadores do Ministério da Justiça, numa manifesta falta de vontade política, pondo em causa os direitos daqueles e a qualidade dos serviços prestados aos cidadãos".

Os trabalhadores representados pela federação exigem a reposição do vínculo público de nomeação, a dotação dos mapas de pessoal de postos de trabalho que respondam às necessidades dos serviços tutelados pelo MJ e a revisão das carreiras subsistentes e não revistas, considerando a sua valorização funcional e salarial, nomeadamente, na Direcção-Geral da Reinserção e dos Serviços Prisionais, no Instituto de Medicina Legal e Ciências Forenses e no Instituto dos Registos e Notariado.

Para a estrutura sindical, o Governo e o Ministério da Justiça "têm todas as condições políticas para responder às justas reivindicações dos trabalhadores, e só não as resolvem se não tiverem vontade política para o fazer", exigindo serem recebidos pela ministra Francisca van Dunem para que seja definido um calendário negocial.