Peter Hershey/Unsplash
Foto
Peter Hershey/Unsplash

Está a chegar a Variações para promover o turismo LGBTI

Associação de Comércio e Turismo LGBTI será lançada oficialmente em Janeiro. Um dos objectivos passa por preparar uma candidatura à organização do Europride em 2021

Mais de duas dezenas de empresas de norte a sul do país constituíram uma Associação de Comércio e Turismo LGBTI, a Variações, cujo lançamento oficial está marcado para Janeiro e que pretende promover Portugal neste segmento turístico.

De acordo com os promotores, há pelo menos um milhão de consumidores LGBTI (Gays, Lésbicas, Bissexuais, Transgéneros e Intersexuais) no mercado nacional. "Se somarmos o turismo LGBTI, acresce mais dois milhões de pessoas que nos visitam anualmente, o que perfaz uma estimativa de dois mil milhões de euros de receitas do sector", diz em comunicado o novo grupo associativo.

A 11 de Janeiro, a Variações apresenta-se oficialmente em Lisboa, anunciando programas para promover Portugal, dentro e fora do país, como "pólo comercial e destino turístico LGBTI de referência". Os empresários que se associaram com este fim inspiraram-se no artista António Variações (1944 - 1984) para denominar e criar uma estrutura que represente a diversidade do sector e da população, pretendendo ao mesmo tempo fomentar o "crescimento sustentado dos operadores económicos do sector". "O sector representa um nicho de mercado com mais potencial de crescimento a nível global e com uma rentabilidade acima da média", lê-se no documento.

Bares, discotecas e hotéis integram a Variações, juntamente com guias de turismo, artistas, agentes culturais, empresas digitais e de design, marcas de moda e de roupa, consultores e advogados. "Tal como António Variações somos pioneiros em Portugal", afirmam os empresários, que tencionam fazer crescer no resto no país um segmento que está ainda muito concentrado em zonas urbanas. "Representamos a variação de mercado com o maior crescimento a nível global registado nos últimos anos e o público com maior potencial de crescimento no território nacional na próxima década", declara Diogo Vieira da Silva, membro fundador e director executivo da associação, numa nota enviada à comunicação social.

No primeiro ano de actividade, a Variações pretende lançar a campanha Proudly Portugal (Orgulhosamente Portugal) para organizar e estruturar a oferta e promover o país na área internacional de eventos LGBT, preparando assim a candidatura portuguesa à organização do Europride em 2021. O evento, segundo a associação, tem capacidade para atrair mais de meio milhão de visitantes à cidade anfitriã. Está também no horizonte a criação de um comité empresarial para incentivar a diversidade e inclusão como "motor de vantagem competitiva" para todos os negócios.