Governo escolhe coordenador da UTAO para a Anacom

O economista João Miguel Coelho foi um dos nomes propostos pelo Governo à comissão de recrutamento dos gestores públicos para entrar no regulador das comunicações.

Ministro Pedro Marques já escolheu os três administradores que faltavam no regulador das comunicações
Foto
Ministro Pedro Marques já escolheu os três administradores que faltavam no regulador das comunicações daniel rocha

O Ministério do Planeamento e das Infraestruturas anunciou esta segunda-feira os novos nomes propostos para integrar o conselho de administração da Anacom, que desde o Verão é presidida por João Cadete de Matos.

Os três vogais propostos pelo Governo à comissão de recrutamento de gestores públicos (Cresap) são João Miguel Coelho, Paula Meira Lourenço e Sandro Mendonça.

Na nota divulgada ao final da tarde, o Ministério liderado por Pedro Marques realça que João Miguel Coelho é mestre em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade Nova e licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG).

É ainda economista do Banco de Portugal e coordena a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) da Assembleia da República desde Julho de 2012.

Quanto a Paula Meira Lourenço, é mestre em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, onde também dá aulas, desde 1996, na área do Direito Privado. Também é jurista na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) desde 2002.

Sandro Mendonça é professor de Economia no ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa e professor convidado no ISEG. Segundo o Ministério do Planeamento e das Infra-estruturas, Sandro Mendonça dá aulas nas universidades de Medicina de Guanghzou e de Ciência Electrónica e Tecnologia de Chengdu.

Se os nomes forem aprovados pela Cresap, os três indigitados para a administração da Anacom terão ainda de passar por audições na Assembleia da República.

Confirmando-se a sua nomeação, irão juntar-se a Cadete de Matos e a Isabel Areia, que transitou da anterior administração, presidida por Fátima Barros. Com estas nomeações, o ex-presidente na administração anterior, José Perdigoto, poderá então abandonar o cargo, em que tinha permanecido para permitir ao conselho da Anacom ter quorum.