Nesta bicicleta para dois, pai e filha pedalam pela paz

O projecto “Tandem For Peace”, de Bárbara e Manuel Marques, quer ligar o Cabo da Roca, em Sintra, ao Cabo Norte, na Noruega. O caminho que pedalam faz-se de paz e união

Bárbara diz que o pai, Manuel Marques, “sempre foi um aventureiro”. Para além de ter uma pequena empresa de desportos outdoor, já fez, sozinho, a Cordilheira dos Pirenéus em BTT e desceu cascatas com mais de 200 metros de altura. A filha herdou-lhe o gosto pelas actividades ao ar livre e pelo risco que algumas representam. Talvez por isso se tenha decidido a acompanhar Manuel numa viagem por ele “há muito planeada”: ligar, de bicicleta, o ponto mais ocidental da Europa ao Cabo Norte, na Noruega. Encontram-se, agora, em Copenhaga. “O Inverno rigoroso dos países nórdicos obrigou-nos a parar mais do que o esperado”, explica Bárbara.

A 27 de Agosto último partiram do Cabo da Roca com o guiador apontado para aquele que é um dos pontos mais a Norte do Velho Continente. Sim, “o” guiador. A dupla está a pedalar uma tandem, aquela bicicleta de dois (ou mais lugares). Quem os vê pode não perceber o porquê de a terem escolhido para um percurso tão longo, mas a tandem funciona como metáfora para as mensagens que ambos pretendem passar: as de paz e de união, que fizeram com que este projecto fosse  baptizado Tandem For Peace.

Juntos, distribuem sorrisos e cumprimentam aqueles com quem se cruzam, “coisas que bastam para fazer do dia de alguém algo melhor”, conta Bárbara. Não raramente, estendem-se em conversas sobre a paz e os ideais que sustentam o trajecto. Ao mesmo tempo, difundem o significado da bandeira que colocaram na bicicleta, do projecto Living Peace International, iniciado pelo uruguaio Carlos Palma em 2011, no Egipto. Para além de espalharem a mensagem, Manuel e Bárbara querem angariar fundos para o projecto solidário. Por isso, lançaram uma campanha de crowdfunding e a proposta é bem simples: cada quilómetro percorrido vale um euro. Mas, para já, a quantia reunida não corresponde à distância percorrida até ao momento em que o P3 falou com a dupla (4200 quilómetros).

PÚBLICO -
Foto
Bárbara diz que esta viagem abre muitas portas DR

A estimativa inicial apontava para os 13.000 quilómetros, mas os imprevistos (e a paragem prolongada na Dinamarca) fizeram o número crescer. Manuel calcula que, agora, sejam 18.000 os quilómetros necessários para ligar o Cabo da Roca ao Cabo Norte. Ainda que reunir o correspondente pecuniário seja, agora, uma tarefa difícil, pai e filha concordam que as experiências até ao momento vividas foram “muito interessantes”. “Houve pessoas que nos convidaram para ficar nas suas casas, mesmo para dormir”, conta Bárbara, acrescentando que “é estranho pensar que, da maneira que o mundo está agora, ainda há gente que convida estranhos para pernoitar nas suas casas”. Para além disso, a dupla recorda a ajuda de um casal, também a bordo de uma tandem, numa pequena cidade francesa. “Foi um dos momentos mais difíceis da viagem, porque o desviador traseiro partiu-se e torceu a corrente. Felizmente, esse casal deu-nos todo o material da sua tandem para prosseguirmos viagem, sem pedir nada em troca”, conta a jovem.

PÚBLICO -
Foto
O pai, Manuel, já está acostumado a viagens de longa distância DR

As experiências dos dois familiares têm sido relatadas no site, mas ainda falta chegar à Noruega e, depois, fazer o caminho de volta — também na tandem. Para lá, escolheram percorrer “a rota ocidental”, passando por países como Espanha, França, Bélgica ou Alemanha. O regresso iniciar-se-á na Suécia e percorrerá os Países Bálticos, passando depois para a Polónia e Itália. Os registos fotográficos da “grande viagem” são da autoria de ambos e estão presentes, também, no Instagram do projecto. A maioria das pessoas que conhecem apoiaram a iniciativa, mas, conta Bárbara, “há sempre aqueles ‘Velhos do Restelo’, que dizem que devíamos ter trabalhos normais”. A jovem, que há pouco se licenciou em Turismo Internacional e Gestão de Empresas em Inglaterra, vê na viagem “uma oportunidade para ganhar alguma bagagem e reunir capacidades necessárias no mundo do trabalho”.

PÚBLICO -
Foto
Do Cabo da Roca à Noruega serão, ao todo, 18 mil quilómetros DR

Ainda sem data marcada para o regresso, uma vez que “o Inverno tornou a viagem um pouco imprevisível”, Manuel e Bárbara têm actualizado o site com os registos diários desta aventura. Até à chegada, e entre entrevistas a jornais franceses ou italianos, esta tandem ainda tem muita paz e união para distribuir a cada quilómetro percorrido.