Google quer conquistar países em desenvolvimento com um Android mais leve

Empresa lança variante do sistema operativo e várias aplicações para mercados como a Índia. Mas utilizadores em Portugal também podem beneficiar.

Shailesh Andrade/REuters
Foto
Shailesh Andrade/REuters

À procura dos próximos mil milhões de utilizadores, o Google lançou uma versão mais leve do sistema operativo Android destinada a telemóveis com menos capacidade, bem como uma série de aplicações que permitem poupar espaço no aparelho e reduzir o consumo de dados móveis.

A apresentação dos novos produtos foi feita na Índia, que é o principal alvo do Google com estes novos produtos e um país onde muitos milhões de utilizadores estão a ligar-se à Internet através de smartphones baratos e com planos de dados limitados. O país tem perto de 1,4 mil milhões de habitantes, e cerca de 400 milhões, menos de um terço, estão ligados à Internet. 

No centro dos novos lançamentos está o Android Oreo (Go Edition), uma variante mais leve e rápida do sistema operativo. Está disponível para programadores e fabricantes, tanto nos mercados em desenvolvimento como no resto do mundo, e foi concebida a pensar em aparelhos com menos de 1GB de RAM. Faz parte do Android 8.1, a nova versão do Oreo, que começa também agora a chegar aos utilizadores.

O Go Edition inclui menos aplicações pré-instaladas, permitindo poupar espaço de armazenamento, bem como versões mais pequenas de aplicações como o Gmail, os Mapas, o YouTube (com menos funcionalidades e vídeos com menor definição) e o assistente virtual Google Assistant. A funcionalidade de poupar tráfego móvel também está ligada por pré-definição.

Nas lojas de aplicações na Índia e na Indonésia passa também a estar disponível o Google Go, uma versão da aplicação do motor de busca que antes se chamava Search Lite. Está desenhada para reduzir a necessidade de usar o teclado, dando sugestões de pesquisas ao utilizador (incluindo através de ícones no ecrã), num esforço da empresa para aliciar os utilizadores de Internet menos experientes. 

Uma outra aplicação destinada aos telemóveis com especificações técnicas mais baixas é o Files Go, que pode ser descarregado da loja de aplicações em qualquer país, incluindo Portugal. A aplicação ajuda a libertar espaço no telemóvel, ao listar ficheiros de grande dimensão, aplicações com pouco uso e ficheiros temporários que podem ser apagados.

Com pouco potencial de crescimento em mercados já maduros, onde a maioria das pessoas tem um smartphone e ligações de banda larga móvel, a estratégia do Google dá à empresa um arsenal para atacar países em desenvolvimento, incluindo os mercados mais populosos do sudeste asiático. A quantidade de novas aplicações, serviços e funcionalidades criadas especificamente para os utilizadores da Índia ilustra a importância deste mercado para a multinacional: um modo de “duas rodas” no Google Maps pretende apelar aos muitos condutores de motas do país, mostrando atalhos e vias que não são acessíveis de carro; nas próximas semanas, uma aplicação de pagamentos chamada Tez vai permitir aos utilizadores indianos pagarem contas como a da água e da luz; uma nova versão do assistente virtual Google Assistant funciona em inglês e hindu, e está disponível no JioPhone, um telemóvel de teclas mas com ligação à Internet, que é popular entre os consumidores indianos.

"Estes produtos e funcionalidades chegam primeiro à Índia, mas se vimos alguma coisa nos últimos anos é que as ideias que chegam à Índia primeiro não são apenas úteis às pessoas da Índia", afirmou Caesar Sengupta, vice-presidente responsável pelo que o Google chama "a equipa dos próximos mil milhões de utilizadores".

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações