Síria vai aderir ao Acordo de Paris deixando os EUA isolados

Por ter anunciado que os EUA se retiram do pacto, Trump não foi convidado para a cimeira do clima que se realiza em Dezembro na capital francesa.

Emmanuel Macron com Donald Trump
Foto
Emmanuel Macron com Donald Trump Reuters

Os Estados Unidos vão ficar completamente isolados em relação ao Acordo de Paris depois de ter sido anunciado que a Síria se prepara para aderir ao pacto sobre o clima.

A Síria e a Nicarágua foram os únicos países que ficaram de fora do acordo de 2015. A Nicarágua assinou-o em Outubro.  

Em Junho, o Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que se retirava - porém, e devido às regras do documento, este passo só pode ser dado em 2020. Devido a esta posição, Trump não foi convidado a participar na cimeira do clima que se realiza em Paris em Dezembro. 

Mais de cem países foram convidados para esta cimeira, que será presidida pelo Presidente Emmanuel Macron, e que pretende "criar alianças" com empresários e fontes de financiamento para uma maior implementação do acordo feito no âmbito da Convenção das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima e que rege as medidas de redução de emissões de dióxido de carbono a partir de 2020.