Marca holandesa veste mulheres e despe homens

Depois de ter sido acusada de machismo, a Suistudio criou uma nova campanha onde os homens são objectos.

Foto

Depois de ter sido acusada de machismo, a marca holandesa Suistudio decidiu fazer uma campanha em que são os homens os objectos sexuais e não as mulheres. Nas fotografias são elas que estão vestidas e eles despidos, mas em posições em que são, de facto, objectos decorativos em ambientes de luxo.

A Suistudio, que pertence à Suitsupply, foi fundada em Amesterdão, no ano 2000, e está presente em 15 países. Na sua última campanha, as modelos apresentam a nova colecção e posam ao lado de homens nus. Tratados, como objectos, estes homens não têm cara, nome, nem história, tal como acontece muitas vezes com os elementos do sexo feminino neste tipo de anúncios. 

Não é a primeira vez que a marca faz campanhas com alto cariz sexual e, por isso, já tinha sido acusada de machismo. Agora, as reacções nas redes sociais também não se fizeram esperar, entre a incredulidade – "é mesmo um homem nu que está por debaixo dela?", pergunta alguém –, ao elogio – "campanha genial, define o meu pensamento", escreve outra utilizadora na conta de Instagram da Suistudio.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações