O designer skater e as jóias em forma de armadura no arranque da ModaLisboa

No segundo dia da ModaLisboa, o primeiro de desfiles, houve apresentações ao ar livre e um concurso de jovens talentos.

David Pereira foi o vendedor do prémio ModaLisboa
Fotogaleria
David Pereira foi o vendedor do prémio ModaLisboa D.R.
David Pereira foi o vendedor do prémio ModaLisboa
Fotogaleria
David Pereira foi o vendedor do prémio ModaLisboa D.R.
David Pereira foi o vendedor do prémio ModaLisboa
Fotogaleria
David Pereira foi o vendedor do prémio ModaLisboa D.R.
Patrick de Pádua
Fotogaleria
Patrick de Pádua D.R.
Patrick de Pádua
Fotogaleria
Patrick de Pádua D.R.
Patrick de Pádua
Fotogaleria
Patrick de Pádua D.R.
Duarte
Fotogaleria
Duarte D.R.
Duarte
Fotogaleria
Duarte D.R.
Duarte
Fotogaleria
Duarte D.R.
Filipe Augusto venceu o prémio Fashion Clash
Fotogaleria
Filipe Augusto venceu o prémio Fashion Clash D.R.
Filipe Augusto venceu o prémio Fashion Clash
Fotogaleria
Filipe Augusto venceu o prémio Fashion Clash D.R.
Filipe Augusto venceu o prémio Fashion Clash
Fotogaleria
Filipe Augusto venceu o prémio Fashion Clash D.R.
Rita Afonso ganhou o prémio The Fitting Room
Fotogaleria
Rita Afonso ganhou o prémio The Fitting Room D.R.
Rita Afonso ganhou o prémio The Fitting Room
Fotogaleria
Rita Afonso ganhou o prémio The Fitting Room D.R.
Rita Afonso ganhou o prémio The Fitting Room
Fotogaleria
Rita Afonso ganhou o prémio The Fitting Room D.R.
Kolovrat
Fotogaleria
Kolovrat D.R.
Fotogaleria
Kolovrat D.R.
Kolovrat
Fotogaleria
Kolovrat D.R.
Valentim Quaresma
Fotogaleria
Valentim Quaresma D.R.
Valentim Quaresma
Fotogaleria
Valentim Quaresma D.R.
Valentim Quaresma
Fotogaleria
Valentim Quaresma D.R.
Fotogaleria
Ricardo Preto D.R.
Fotogaleria
Ricardo Preto D.R.
Fotogaleria
Ricardo Preto D.R.

Os desfiles da ModaLisboa arrancaram esta sexta-feira com apresentações abertas ao público e o concurso de jovens talentos Sangue Novo. David Pereira mostrou ao júri uma colecção de memórias dos anos que viveu em Paris e levou para casa o prémio Moda Lisboa.

Não fosse o mote da 49.ª edição da ModaLisboa a luz, foi precisamente ao ar livre que aconteceram os primeiros dois desfiles da estação Primavera/Outono 2018. Pela primeira vez, a organização decidiu abrir ao público a entrada em algumas das apresentações, que decorrem no jardim à volta do Pavilhão Carlos Lopes, no Parque Eduardo VII. Quem por aí passou pôde ver as colecções de Patrick de Pádua e Duarte (da criadora Ana Duarte).

Durante o fim-de-semana há mais seis desfiles de entrada livre programados. Pode consultar o horário aqui.

Pelo final da tarde, as apresentações prosseguiram na sala de desfiles, com o Sangue Novo – uma competição com dez novos talentos. O prémio ModaLisboa foi entregue a David Pereira, um jovem designer formado em Paris (na ESMOD-ISEM), que regressou há um ano e trabalha actualmente na empresa têxtil TMR Fashion Clothing. "Trabalho muito com memórias", conta ao PÚBLICO nos bastidores, recordando os tempos de Paris, em que vivia entre "entre dois mundos": o do luxo – sendo que colaborou para marcas como Vivienne Westwood – e o da rua, onde andava de skate.

A colecção reflecte essa dualidade, com uma "mistura de códigos" aplicado a "técnicas de luxo". Além do valor monetário (de 5000 euros) do prémio, o criador recebeu entrada num curso de Verão da Domus Academy, em Milão – e participação na próxima edição do Sangue Novo. A organização atribuiu menções honrosas a três outros designers – Filipe Augusto, Rita Afonso e Rita Sá – que recebem também convite para a próxima edição.

Filipe Augusto, por sua vez, foi vencedor do prémio FashionClash e irá representar Portugal na próxima edição do festival de moda holandês, em Maastricht, em Junho de 2018. Rita Afonso recebeu o prémio The Feeting Room. A colecção que apresentou vai ser produzida e vendida nas lojas The Feeting Room de Lisboa e Porto.

O dia prosseguiu com Kolovrat, que partiu da ideias do rituais: como eram nos primórdios e como são agora – "muito mais funcionais" e menos ligados ao resto da sociedade, explica a criadora. "O desfile deve ser encarado como um reality show que abrange vários tipos de pessoa", avisa no comunicado da colecção. O resultado: peças assimétricas, casacos que abrem nas costas e misturas de diferentes proporções.

Valentim Quaresma – conhecido pelos acessórios arrojados que desenha – apresentou uma colecção em tons predominantemente de preto e dourado, com grandes argolas entrelaçadas no cabelos e peças para a cabeça e tronco a fazer lembrar armadura. Por sua vez, Ricardo Preto trocou os habituais tons neutros por uma paleta de cores viva e apresentou uma colecção ecléctica em amarelos, vermelhos, e tons de terra. Entre "silhuetas trapézio" e "tecidos fluídos", a colecção inspirada num dos refrões de Led Zeppelin – Whole Lotta Love – fechou o primeiro dia de apresentações da Moda Lisboa.