Atelier de Yves Saint Laurent transformado em museu

Espaço em Paris vai abrir na próxima terça-feira, em meados do mês abre outro museu em Marrocos.

Fotogaleria
Reuters/STEPHANE MAHE
Fotogaleria
O director do museu Reuters/STEPHANE MAHE
Fotogaleria
Reuters/STEPHANE MAHE
Fotogaleria
Reuters/STEPHANE MAHE
Fotogaleria
Reuters/STEPHANE MAHE
Fotogaleria
Reuters/STEPHANE MAHE
Fotogaleria
Reuters/STEPHANE MAHE
Fotogaleria
Reuters/STEPHANE MAHE
Fotogaleria
LUSA/YOAN VALAT
Fotogaleria
LUSA/YOAN VALAT
Fotogaleria
LUSA/YOAN VALAT
Fotogaleria
LUSA/YOAN VALAT
Fotogaleria
Reuters/STEPHANE MAHE
Fotogaleria
Reuters/STEPHANE MAHE
Fotogaleria
Reuters/STEPHANE MAHE

O atelier de Yves Saint Laurent é agora um museu e vai abrir ao público nesta terça-feira, em Paris. Em Marraquexe, Marrocos, onde o designer tinha casa também abrirá um museu no próximo dia 19.

Situada num casarão do século XIX, os visitantes podem visitar o atelier onde estão os objectos não só de Saint Laurent, mas também do seu companheiro e sócio Pierre Bergé, que morreu recentemente. Ali, ambos trabalharam durante 28 anos. 

O museu inclui alguns dos vestidos que marcam a carreira do costureiro e os projectos que definiram o seu estilo. Ali é possível ver os esboços, tecidos e gavetas cheias de rendas e de contas, assim como a almofada de alfinetes usada por Saint Laurent. "Isto é mais do que um museu de moda, estamos a abrir a casa de um artista", considera Olivier Flaviano, director do museu, citado pela Reuters.

Também é possível ver a sala onde o costureiro tirava as medidas às clientes. “Penso que o espírito de Saint Laurent e deste atelier encontra-se nas roupas, no espaço e nos objectos. E nós temos a sorte de ter uma selecção de objectos pessoais que pertenceram a Yves Saint Laurent”, descreveu Olivier Flaviano à Euronews.

Bergé, patrono das artes e conhecido activista dos direitos dos homossexuais, ajudou a divulgar a marca de Saint Laurent e esteve por trás deste projecto. Outro museu dedicado ao designer abrirá em 19 de Outubro em Marraquexe, Marrocos, local muito frequentado pelo casal e que servia de inspiração a Saint Laurent.