Frank Vincent, actor de Os Sopranos, morre aos 80 anos

Norte-americano começou a trabalhar na década de 1970.

O acto trabalhou com Martin Scorsese em vários filmes
Foto
O acto trabalhou com Martin Scorsese em vários filmes Reuters/STRINGER

O actor norte-americano Frank Vincent, mais conhecido por interpretar o chefe da máfia nova-iorquina Phil Leotardo na série televisiva Os Sopranos (1999-2007), morreu aos 80 anos, na passada quarta-feira.

A manager do ator, Melissa Prophet, realçou que Vincent "traçava um caminho dinâmico e bem-sucedido em qualquer que fosse a área pela qual escolhesse enveredar, num esforço para promover novos talentos nas artes performativas".

O canal norte-americano HBO, responsável pela transmissão da série que deu maior reconhecimento ao artista, manifestou-se via Twitter, recordando a "lenda da HBO que descansa em paz".

A mesma mensagem faz referência à personagem que Vincent encarnou, o inimigo do protagonista Tony Soprano (James Gandolfini), na série que retratava a vida das famílias mafiosas de Nova Jérsei.

Ao longo da sua carreira, o actor, natural do estado de Massachusetts, trabalhou também com o cineasta Martin Scorsese, desempenhando papéis secundários nos filmes Touro Enraivecido (1980) e Tudo Bons Rapazes (1990) e Casino (1995), depois de ter chamado a atenção de Scorsese no filme em que se estreou, The Death Collector (1976).

Destacam-se, igualmente, as aparições de Vincent em duas longas-metragens de Spike Lee, Não Dês Bronca (1989) e A Febre da Selva (1991), de entre mais de 50 filmes.