Galaxy Note 8 é o maior e mais caro smartphone da Samsung

Novo modelo tem uma caneta inteligente que faz traduções e duas câmaras traseiras que permitem fotografias em andamento sem ficarem desfocadas.

Fotogaleria
O presidente da secção de comunicação móvel da Samsung diz que o telemóvel foi criado a pensar nos fãs Reuters/Brendan McDermid
Fotogaleria
O novo topo de gama foi lançado esta quarta-feira, em Nova Iorque Samsung
Fotogaleria
O Note 8 introduz atalhos para abrir aplicações em simultâneo fazem parte das novidade Samsung
Fotogaleria
O Note 8 estará disponível, inicialmente, em dourado, preto e azul Samsung

O Samsung Galaxy Note 8 é maior que todos os outros smartphones da marca (o ecrã tem 0,1 polegada a mais que o Galaxy S8+), mas não é pelo tamanho que quer impressionar: é pelo que permite fazer ao mesmo tempo. Uma nova caneta táctil, descrita como "inteligente", que traduz automaticamente (não só línguas, mas também unidades de medida, e câmbios), duas câmaras traseiras (para tirar e editar fotografias em andamento sem ficarem desfocadas), e atalhos para abrir aplicações em simultâneo fazem parte das novidades.

O novo topo de gama foi lançado esta quarta-feira, em Nova Iorque. Foi criado a pensar nos fãs da gama. “Têm sido uma inspiração constante e criámos este novo Note para eles,” disse DJ Koh, o presidente da secção de comunicação móvel da Samsung. Com um preço a rondar os 1019,90 euros, também é o smartphone mais caro da fabricante sul-coreana. Como gesto de reconciliação, os antigos donos do fracassado Note 7 (que se incendiava nas mãos dos utilizadores e teve de ser recolhido do mercado devido a um defeito nas baterias), poderão ter um desconto no preço (até cerca de 400 euros) se entregarem o actual telemóvel que utilizam.

A olho nu, a novidade mais óbvia do Note 8 (que já circulava em rumores na Internet) está nas novas câmaras traseiras (é a primeira vez que um aparelho da Samsung vem com duas). Com 12MP cada e um zoom óptico até 2x, as novas lentes facilitam fotografar alguém em movimento, ou muito longe, sem que a imagem fique desfocada. A característica que já se vê em alguns smartphones há anos (com a fabricante taiwanesa HTC a lançar o primeiro aparelho do género, o Evo 3D, em 2011), tem-se popularizado recentemente, com o iPhone 7 da rival Apple a incluir também duas câmaras.

As novas câmaras da Samsung também permitem recriar o efeito bokeh – para ter imagens com áreas propositadamente desfocadas – antes de tirar a fotografia. Caso mais tarde o utilizador se arrependa, pode alterá-lo na galeria (ou seja, a câmara guarda, automaticamente, duas fotografias, com e sem o efeito). Uma terceira câmara, na parte de frente do telemóvel, permite selfies com oito megapíxeis. 

PÚBLICO -
Foto
O Galaxy Note 8 vem com duas câmaras traseiras Samsung

Já a evolução da S Pen (a caneta stylus da Samsung) vem com um serviço de tradução automático quando paira sobre excertos de textos noutras línguas. Não traduz só texto, mas unidades de medidas e o valor da moeda ao câmbio actual (por exemplo, numa tradução de português para inglês do Reino Unido, um preço em euros passa a ser mostrado em libras), como demonstrado pela empresa numa pré-apresentação a jornalistas em Londres. O serviço funciona com 71 línguas. A nova caneta também envia “mensagens ao vivo”, que são esquemas, mapas, ou desenhos feitos com a caneta e animados automaticamente.

Como parte da missão de "aumentar a produtividade dos utilizadores", passa a ser possível criar atalhos para abrir duas aplicações ao mesmo tempo, lado a lado. Torna o processo de dividir o ecrã com duas aplicações (algo que já se faz em modelos anteriores) mais rápido. Embora mais discreta, a assistente digital da Samsung, a Bixby, também vem integrada no telemóvel como um “passo inicial da tecnologia”, que permite que o utilizador utilize algumas aplicações através da sua própria voz. Apenas foi disponibilizada, globalmente, esta terça-feira (e apenas em coreano e inglês).

O aparelho pesa 195 gramas, utiliza o sistema operativo Android 7.1.1 (o Google revelou esta semana o 8.0) e vem com 6GB de memória RAM. Quem fizer a pré-encomenda do Note 8 recebe uma estação Dex incluído. Trata-se de um aparelho de cerca de 150 euros que transforma o telemóvel num computador básico, quando conectado a um ecrã. 

PÚBLICO -
Foto
O novo topo de gama foi lançado esta quarta-feira, em Nova Iorque Samsung

O PÚBLICO esteve numa pré-apresentação do Galaxy Note 8, em Londres, a convite da Samsung.