Torne-se perito

Aparelho do PSD une-se em torno da candidatura de Hugo Soares à liderança da bancada

Vice-presidente da bancada social-democrata assume que vai a votos no dia 19 e reitera apoio ao presidente do partido, Passos Coelho.

Fotogaleria
Hugo Soares diz ter sido encorajado a candidatar-se por muitos companheiros RUI GAUDêNCIO
Fotogaleria
Hugo Soares diz ter sido encorajado a candidatar-se por muitos companheiros dia 12 de Julho

Os líderes de várias distritais do PSD, que também são deputados, uniram-se em torno da candidatura de Hugo Soares à liderança da bancada, tornando a confirmação oficial numa operação-relâmpago. O vice-presidente do grupo parlamentar e ex-líder da JSD assumiu ontem, à hora de almoço, que está na corrida, 24 horas depois de Luís Montenegro ter marcado eleições para a direcção da bancada.

Horas depois de o actual líder da bancada ter anunciado que a sua sucessão seria resolvida já este mês, o nome de Hugo Soares começou a ser ouvido como hipótese forte para o lugar. O PÚBLICO sabe que deputados que lideram as distritais de Viseu, Santarém, Guarda, Setúbal e Coimbra, bem como representantes de outras estruturas locais, deram sinais de apoio a Hugo Soares (que é eleito por Braga) para avançar sem perder mais tempo. Ao final da noite de quinta-feira, a candidatura já era quase dada como certa e, ao que o PÚBLICO apurou, sem que nenhum entrave tenha sido colocado pelo líder do partido. Aliás, Passos Coelho garantiu aos deputados que não iria interferir no processo.

Ontem, à hora de almoço, Hugo Soares enviou aos colegas uma mensagem de correio electrónico na qual assumiu que encabeça uma lista às eleições de dia 19. “Faço-o com perfeita noção da responsabilidade e da dimensão do desafio. Faço-o porque sinto estar preparado para convosco continuarmos a liderar uma oposição coerente, responsável e acutilante”, escreveu no email. A decisão foi tomada depois de uma “reflexão pessoal” mas também em resposta ao estímulo e impulso que diz ter recebido de “um conjunto muito alargado de colegas”.

Nesta nota de candidatura, Hugo Soares reitera o seu apoio ao líder do partido: “E faço-o porque sinto ser meu dever tudo fazer para voltarmos a eleger o presidente do PSD como primeiro-ministro de Portugal.” Depois de recebido o email, foram vários os deputados que responderam com manifestações de apoio ao candidato a quem muitos apontam a juventude como um dos pontos fracos. O ex-líder da JSD estreou-se como deputado em 2011 e tornou-se vice-presidente da bancada em 2013.

As eleições para a direcção do grupo parlamentar foram anteontem marcadas pelo actual líder, Luís Montenegro, que termina o mandato em Setembro e já não pode recandidatar-se ao cargo por ter atingido limite de mandatos. A candidatura de Hugo Soares retira assim margem a outras hipóteses que chegaram a ser noticiadas pelo Expresso, como a de Marco António Costa, vice-presidente do partido. Luís Marques Guedes, antigo ministro dos Assuntos Parlamentares, mostrou relutância em aceitar ser candidato a um cargo que já ocupou.

Hugo Soares refere ainda, na mensagem enviada aos colegas, que se irá abster de falar sobre o assunto das eleições nos próximos dias, para que haja concentração para o debate do Estado da Nação na próxima quarta-feira. Até lá, o candidato não quer falar dos nomes que irá levar para a direcção, que actualmente tem 11 vice-presidentes.

Vice-presidente da bancada social-democrata assume candidatura à liderança e reitera apoio ao presidente do partido, Passos Coelho

Sugerir correcção