PS vai analisar declarações de deputado que chamou "cigana" a outra deputada

PS/Porto retira confiança política a Manuel dos Santos. Carlos César fará queixa disciplinar. Delegação do PS de Bruxelas vai discutir as palavras do eurodeputado na reunião de dia 27 de Junho.

Fotogaleria
Luísa Salgueiro (nesta imagem ao lado de Manuel Pizarro) foi insultada pelo eurodeputado Manuel dos Santos Nelson Garrido
Fotogaleria
Manuel dos Santos é o segundo a contar da direita para a esquerda Fernando Veludo/NFACTOS

Os socialistas em Bruxelas vão "analisar internamente" o que fazer ao eurodeputado socialista Manuel dos Santos que insultou a deputada socialista Luísa Salgueiro ao chamar-lhe "cigana" e dizendo que a socialista o era "não só pelo aspecto", mas porque "paga favores" a António Costa e Manuel Pizarro. Mas não será só a delegação do Parlamento Europeu a agir. A distrital do Porto do PS retirou a confiança política ao eurodeputado e avisa que o presidente do partido, Carlos César, vai fazer "uma participação disciplinar" aos "órgãos jurisdicionais a propósito desta atitude", lê-se num comunicado enviado às redacções.

A delegação do PS no Parlamento Europeu vai reunir no próximo dia 27 de Junho e nessa reunião irá analisar o que foi dito por Manuel dos Santos, o eurodeputado que foi para Bruxelas substituir Elisa Ferreira quando esta rumou ao Banco de Portugal no ano passado. 

"O teor das acusações pessoais será analisada internamente", escreveu no Facebook o socialista Carlos Zorrinho, líder da delegação socialista. Em causa pode estar um processo disciplinar ou outro tipo de actuação, mas por enquanto, os responsáveis não falam na expulsão do eurodeputado, apesar de vários deputados socialistas na Assembleia da República já terem defendido publicamente que essa deveria ser a consequência das palavras de Manuel dos Santos.

Num primeiro momento, em declarações ao PÚBLICO, o eurodeputado Carlos Zorrinho disse que Manuel dos Santos fez essas declarações noutro plano que não o de eurodeputado: "Pessoalmente, não considero que esteja a fazer essas declarações como eurodeputado", disse quando questionado se o PS irá agir perante declarações racistas de um eurodeputado eleito nas suas listas. Zorrinho remete esses tweets para a disputa autárquica dizendo que "a terra das eleições autárquicas não está na agenda do Parlamento Europeu".

Enquanto saíam declarações de repúdio, Manuel dos Santos foi escrevendo aguns tweets sobre o assunto, contando que a oposição que tem a Luísa Salgueiro "é política" e que por isso não ficará "calado".

Entretanto, o assunto tomou outras dimensões com vários deputados socialistas a tomarem uma posição de repúdio das palavras de Manuel dos Santos. A federação distrital do Porto decidiu mesmo retirar a confiança política ao eurodeputado. "O PS é o partido da liberdade e da tolerância e sempre conviveu bem com a crítica e com as diferenças de opinião, mas não pode tolerar que o exercício da liberdade seja confundido com o insulto gratuito e com a negação dos valores socialistas. A Federação Distrital do Porto do PS retira, por isso, a confiança política a Manuel dos Santos, tendo a expectativa que este se venha a retratar de um comportamento tão ignóbil. A Distrital do Porto do PS acompanha a participação disciplinar que o Presidente do partido, Carlos César, fará aos órgãos jurisdicionais a propósito desta atitude", lê-se num comunicado enviado às redacções.

Por cá as declarações de Manuel dos Santos levaram ao desagrado do porta-voz do PS, João Galamba. O deputado, respondendo a um tweet de Rui Tavares (fundador do LIVRE), em que diz que não pode aceitar "que um deputado do Parlamento Europeu se exprima nestes termos racistas", responde dizendo que Manuel dos Santos "é uma vergonha de MEP".

Além de Galamba, também o deputado Tiago Barbosa Ribeiro, deputado do PS eleito pelo círculo do Porto diz claramente que se trata de um caso de "misoginia, racismo e xenofobia". No Facebook, o deputado acrescenta mesmo: "Tem de deixar de o ser [eurodeputado do PS]" 

Também do Porto chegaram as declarações da deputada Carla Miranda, também deputada municipal no Porto. Diz Carla Miranda que "não há forma de desculpar considerações com carácter racista ou xenófobo. Ao longo da minha vida nunca as aceitei. Milito num partido que nunca pactuou com declarações como as que agora foram feitas por Manuel dos Santos relativamente à Luísa Salgueiro".

Não foram no entanto os únicos. O deputado socialista Porfírio Silva criticou as palavra de Manuel dos Santos. No Facebook, o deputado defende que Manuel dos Santos não merece ser sequer militante do PS. "Um eurodeputado eleito nas listas do PS que usa o qualificativo "cigana" como insulto, não merecer sequer continuar a ser militante do PS. Seria assim mesmo que o "insulto" não fosse dirigido a uma deputada e a uma dirigente nacional do PS", escreveu.

Do Governo, Luísa Salgueiro recebeu palavra de apoio da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino. A governante considera que as declarações "são xenófobas e racistas, impróprias portanto de um regime democrático".

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações