Eurodeputado do PS chama "cigana" e "não só pelo aspecto" a deputada socialista

PS de Bruxelas diz que Manuel dos Santos não falou enquanto eurodeputado. O socialista acusou Luísa Salgueiro de "pagar os favores" a António Costa e Manuel Pizarro com votos junto aos "centralistas". Deputados do PS indignam-se.

Luísa Salgueiro foi apelidada de "cigana"
Foto
Luísa Salgueiro foi apelidada de "cigana" Nuno Ferreira Santos

Em Maio, todos os deputados aprovaram um voto de saudação à iniciativa de candidatar a cidade de Lisboa a receber a Agência Europeia do Medicamento. Entre os votos por unanimidade estava a deputada do PS Luísa Salgueiro, eleita pelo distrito do Porto. Esta sexta-feira, a parlamentar foi insultada na rede social Twitter pelo eurodeputado socialista Manuel dos Santos.

O socialista, também ele do Porto, acusa a deputada de votar com os "centralistas". Até aqui eram apenas críticas entre deputados do mesmo partido, contudo, nos tweets, Manuel dos Santos chamou "cigana" à deputada e vai mais longe nos comentários racistas dizendo que é cigana "não só pelo aspecto", mas porque "paga os favores que recebe com votos alinhados com os centralistas". 

Em causa está o facto de os deputados socialistas eleitos pelo Porto (na verdade, todos os deputados de todos os partidos, uma vez que a proposta foi votada por unanimidade) terem votado a favor da candidatura de Lisboa para receber a Agência Europeia do Medicamento. Uma agência que tem estado no centro da polémica. Ora, para o eurodeputado, esta actuação dos representantes do partido é "uma verdadeira vergonha".

Luísa Salgueiro, que votou em conjunto com as restantes bancadas, não é de etnia cigana nem tem família de etnia cigana. Na série de tweets, Manuel dos Santos critica violentamente a deputada dizendo que ela "é protegida por Costa e Pizarro [presidente da federação do PS do Porto].

A deputada socialista não sabia dos insultos quando contactada pelo PÚBLICO e preferiu não fazer comentários. Luísa Salgueiro tem esta sexta-feira um dia agitado com a inauguração da sua sede de campanha em Matosinhos, onde vai ser candidata do PS à Câmara Municipal.

O PÚBLICO tentou contactar o eurodeputado, mas até à hora de publicação desta notícia não foi possível. Entretanto, Manuel dos Santos escreveu novo tweet a dizer que "claro" que não é "racista". "Não respondo a grupos organizados das redes sociais, dedicados a reverter (excelente expressão) afirmações fora de contexto para ataques. Podem continuar se quiserem: não me demovem nem me atemorizam. Claro que não sou racista." 

Socialistas indignados com eurodeputado

Carlos Zorrinho, líder da delegação do PS no Parlamento Europeu, disse ao PÚBLICO que Manuel dos Santos fez essas declarações noutro plano que não o de eurodeputado. "Pessoalmente, não considero que esteja a fazer essas declarações como eurodeputado", disse quando questionado se o PS irá agir perante declarações racistas de um eurodeputado eleito nas suas listas. Zorrinho remete esses tweets para a disputa autárquica dizendo que "a terra das eleições autárquicas não está na agenda do Parlamento Europeu".

Depois de esta notícia estar publicada, Zorrinho publicou um tweet a repudiar as declarações do colega.

Por cá as declarações de Manuel dos Santos levaram ao desagrado do porta-voz do PS, João Galamba. O deputado, respondendo a um tweet de Rui Tavares (fundador do LIVRE), em que diz que não pode aceitar "que um deputado do Parlamento Europeu se exprima nestes termos racistas", responde dizendo que Manuel dos Santos "é uma vergonha de MEP".

Além de Galamba, também o deputado Tiago Barbosa Ribeiro, deputado do PS eleito pelo círculo do Porto diz claramente que se trata de um caso de "misoginia, racismo e xenofobia.

Não foram no entanto os únicos. O deputado socialista Porfírio Silva criticou as palavra de Manuel dos Santos. No Facebook, o deputado defende que Manuel dos Santos não merece ser sequer militante do PS. "Um eurodeputado eleito nas listas do PS que usa o qualificativo "cigana" como insulto, não merecer sequer continuar a ser militante do PS. Seria assim mesmo que o "insulto" não fosse dirigido a uma deputada e a uma dirigente nacional do PS", escreveu.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações