Condeixa-a-Nova transforma antiga escola primária em centro de coworking

Foto
Exemplo de uma antiga escola primária, esta em Reguengos de Monzaraz Joana Bourgard/Arquivo

O município de Condeixa-a-Nova, no distrito de Coimbra, está a transformar uma antiga escola primária da vila num centro de Coworking (partilha de espaços e recursos), que deverá estar concluído em Julho.

Em declarações à agência Lusa, o presidente do município disse que a antiga escola primária feminina vai ter capacidade para "seis ou sete pequenas empresas, com 25 pessoas a trabalhar ao mesmo tempo".

"Estamos a recuperar o edifício para que seja possível a partilha de espaços e de conhecimento, numa perspectiva mais tecnológica e de incubação de empresas", salientou Nuno Moita.

O autarca pretende "puxar por pequenas empresas, pelo empreendedorismo, criação do próprio emprego e desenvolvimento da parte da cerâmica de Conímbriga e de desenho", num patamar mais tecnológico.

Segundo Nuno Moita, a requalificação da antiga escola, na zona central de Condeixa-a-Nova, é o primeiro passo para a criação de incubadora polinuclear ao longo de uma rua da vila.

"A Câmara pretende actuar como agente facilitador de arranque para o surgimento de empresas, preferencialmente na área da cerâmica, arrendando depois os espaços comerciais nessa lógica de 'laboratório de rua'", sublinhou.

As obras na antiga escola, que estava desactivada há cerca de 25 anos, iniciaram-se há cerca de mês e meio e devem estar concluídas em Julho.

O projecto de requalificação ascende a 162 mil euros e tem comparticipação de 118 mil euros do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).