Narciso anuncia candidatura a Matosinhos em Fevereiro

O independente diz que não se candidata contra ninguém e que o seu partido é Matosinhos.

Foto
Narciso Miranda vai candidatar-se à Câmara de Matosinhos da qual foi presidente durante 30 anos Nuno Ferreira Santos / PUBLICO

Narciso Miranda vai candidatar-se à Câmara de Matosinhos, uma autarquia que liderou durante três décadas, e a sua candidatura será anunciada já no próximo mês, apurou o PÚBLICO.

Tal como aconteceu em 2009, Narciso Miranda candidata-se como independente e recupera a máxima que Rui Moreira usou na sua candidatura – "O meu partido é o Porto", em 2013 –, afirmando, por sua vez: “O meu partido é Matosinhos”.

Há muito tempo que o ex-autarca do PS anda no terreno a preparar a sua candidatura, acompanhando com toda a atenção as movimentações do Partido Socialista relativamente ao processo autárquico que tem feito correr muita tinta. A concelhia escolheu Ernesto Páscoa, mas o partido nunca aceitou qua a candidatura a Matosinhos fosse protagonziada pelo líder do órgão concelhio.

“Sinto o dever e até a obrigação moral de dar o meu modesto contributo com a minha experiência, o meu empenho e determinação para unir Matosinhos com uma candidatura independente, um líder forte e com capacidade de decisão”, escreve esta sexta-feira Narciso Miranda na sua página pessoal no Facebook.

“Uma candidatura independente dos partidos, de crenças religiosas, dos clubes e inclusiva que acabe com as divisões e construa a união do povo desta terra. Uma candidatura forte sem deixar ninguém de fora, reunindo todas e todos que amam Matosinhos não deixando ninguém para trás. Uma candidatura independente sem ter amarras dos aparelhos partidários a imporem regras a Matosinhos”, afirma.

O independente, que vai ter como adversária a sua antiga vereadora Luísa Salgueiro, escolhida pela distrital do PS-Porto para liderar a lista do partido, contra Ernesto Páscoa, distancia-se dos partidos e refere não estar interessado em política, “muito menos” na actividade partidária. “Só penso em Matosinhos, só quero ajudar Matosinhos com toda a minha experiência, todo o meu empenho e determinação, todo o meu saber e toda a minha dedicação, sem aceitar ‘ordens’ dos aparelhos partidários e a certeza que em Matosinhos mandam os matosinhenses”, escreve na sua página no Facebook.

O ex-presidente de câmara do PS, que chegou a ser considerado um “autarca modelo”, revela que não se candidata contra ninguém e promete não atacar ninguém. “Não quero mais politiquices, não quero políticas do bota-abaixo. Todas e todos podem participar neste projecto de unidade”, diz.

“Nós somos Matosinhos, Matosinhos somos nós. O meu partido é Matosinhos. Matosinhos é o nosso partido. Vamos fazer futuro porque o futuro é amanhã”, escreve.

Em 2009, quando Narciso Miranda se candidatou como independente, o PS perdeu pela primeira vez a maioria absoluta na câmara municipal. Guilherme Pinto derrotou o seu antigo presidente, mas sem maioria absoluta.