Generis vendida a multinacional de origem indiana por 135 milhões

Farmacêutica portuguesa detida pelo fundo Magnum foi alienada à Agile Pharma.

Foto
DIREITOS RESERVADOS

A farmacêutica portuguesa Generis foi vendida à Agile Pharma, uma subsidiária da indiana Aurobindo por 135 milhões de euros. De acordo com o comunicado divulgado pela Magnum Capital Partners, o fundo de capitais privados que detinha aquela que é apresentada como a marca mais vendida no mercado nacional e a produtora do segundo maior grupo de genéricos em Portugal, esta transacção tem uma rentabilidade “em linha com os objectivos” mas está sujeita às habituais aprovações dos reguladores de mercado. Ainda de acordo com o comunicado da empresa, o negócio inclui ainda “um refinanciamento da dívida existente no montante de 45 milhões de euros”.

A compra anunciada inclui a unidade de produção situada na Amadora, e que, segundo a Aurobindo, permitirá servir melhor tanto o mercado local português como o mercado europeu. V. Muralidharan, vice-presidente de operações europeias do grupo indiano, escreve que a aquisição da Generis irá permitir reforçá-la “como o principal fornecedor de genéricos no mercado português”. A empresa que resultará desta fusão “irá beneficiar de projectos em curso em termos de moléculas, que serão patenteáveis nos próximos cinco anos.” 

A Magnum Capital tem como estratégia investir em empresas industriais de alta tecnologia localizadas na Península Ibérica e que tenham um forte potencial de expansão internacional. João Talone, presidente do conselho de administração da Generis, e accionista da Magnum Capital,  diz que acompanhar o desenvolvimento da Generis “foi uma experiência única”.  As primeiras noticias acerca do interesse dos indianos na Generis foram conhecidas em Novembro, altura em que o jornal indiano The Economic Times indicava que havia mais interessados na corrida. A notícia acaba por ser confirmada numa altura em que o primeiro-ministro português está em visita oficial à India.