Torne-se perito

Hollande não passa à segunda volta das presidenciais, diz sondagem

É o mais impopular chefe de Estado de França e já disse que só se recandidata se tiver hipóteses reais de ganhar.

Os dados da sondagem apanharam Hollande numa visita ao Vietname
Fotogaleria
Os dados da sondagem apanharam Hollande numa visita ao Vietname Luong Thai Linh/Pool/Reuters
A divulgação da sondagem apanhou Hollande numa visita ao Vietname
Fotogaleria
A divulgação da sondagem apanhou Hollande numa visita ao Vietname Reuters

François Hollande ainda não disse se é candidato à reeleição como Presidente de França. Mas caso o faça, não passará da primeira volta, revela uma sondagem do jornal Le Figaro e da estação de televisão LCI.

A sondagem realizada no início de Setembro junto de 1006 eleitores apresentou o actual inquilino do Eliseu ao lado de vários candidatos. Segundo os números, Hollande, que é o mais impopular chefe de Estado francês desde 1958, fica, em qualquer cenário, entre os 11% e os 15%.

Esta sondagem revela que a presidência seria disputada entre o representante de Os Republicanos (o ex-Presidente Nicolás Sarkozy já anunciou a sua candidatura) e o da Frente Nacional, que deverá ser a líder, Marine Le Pen.

François Hollande viu a taxa de aprovação ao seu trabalho descer a pique devido à economia. Ainda não disse se vai tentar a recandidatura, mas deu a entender, numa entrevista, que só o fará se tiver reais possibilidade de vencer. Isto porque, sendo um Presidente em exercício, limitaria a acção do seu Partido Socialista — por norma, havendo uma recandidatura não surgem outros candidatos.

Se decidir que não tem possibilidades de vencer, Hollande pode afastar-se da corrida abrindo o caminho para a realização de primárias entre os socialistas. Um livro publicado em Agosto cita Hollande a dizer que "tem vontade" de se candidatar, mas só se "os sinais indicarem que tem possibilidade de vencer".

À esquerda, surgiu já um potencial candidato, Emmanuel Macron, que deixou há dias o Governo, criou uma formação política, o Em Marcha, e prometeu "tudo fazer para transformar a França no ano que vem".

À direita, Os Republicanos realizam primárias em Novembro e deve assistir-se a uma luta entre Sarkozy e o antigo primeiro-ministro, Alain Juppé.

A sondagem diz que Le Pen, Sarkozy ou Juppé se qualificariam para a segunda volta. Num cenário, Juppé obteria 33% dos votos e Le Pen 29%. Noutro cenário, Sarkozy conseguiu 27% das intenções de voto e Le Pen 29%. Macron consegue entre 15% e 20%.

A primeira volta está marcada para 23 de Abril de 2017, a segunda volta realiza-se a 7 de Maio.

Sugerir correcção