Cheias “históricas” na Luisiana já fizeram três mortos

Estado de emergência e mais de mil pessoas resgatadas. Em 24 horas, caiu o dobro da chuva que costuma sentir-se em todo o mês de Agosto. Crise também no Mississípi.

Fotogaleria
Louisiana Department of Transportation and Development/REUTERS
Fotogaleria
Louisiana Department of Transportation and Development/REUTERS
Fotogaleria
Louisiana Department of Transportation and Development/REUTERS
Fotogaleria
Louisiana Department of Transportation and Development/REUTERS
Fotogaleria
Louisiana Department of Transportation and Development/REUTERS

A chuva não parou de cair e provocou o que o governador do estado norte-americano da Luisiana classificou como cheias “históricas”, que já mataram três pessoas e que não se prevê que abrandem nas próximas horas. A Guarda Nacional está a usar todos os meios, inclusive aéreos, para salvar pessoas presas em casa ou nos seus carros pelas torrentes de água. Há várias pessoas desaparecidas.

Na sexta-feira, a chuva começou a abater-se na zona em torno de Baton Rouge e, segundo o meteorologista Derek Van Dam, em apenas 24 horas caiu o dobro da quantidade de chuva que normalmente se abate sobre a região durante todo o mês de Agosto. Também em Nova Orleães as autoridades confirmam que “inundações que representam risco de vida estão a ocorrer numa área alargada” e recomendam que a população procure áreas elevadas. Há muitos cursos de água, não só rios mas também riachos e condutas, que estão a transbordar não só na Luisiana mas também no Mississípi, que também tem vários condados sob estado de emergência.

Duas das vítimas, uma mulher de 30 anos e um homem de 54, morreram em dois incidentes separados em que se viram presos dentro dos seus carros e apanhados de surpresa por torrentes de água. A terceira vítima, um homem de 68 anos, escorregou e caiu na água, afogando-se.

Uma quarta mulher foi também apanhada pela água quando estava no seu carro, tendo-se salvado – e o seu cão – com a ajuda de dois homens que lutaram com as águas para a resgatar. O acontecimento está registado em vídeo e está já a ser amplamente divulgado. De acordo com o governador John Bel Edwards, citado pela CNN, mais de mil pessoas – e cem animais de estimação - já foram resgatadas em todo o estado.

Para John Bel Edwards, este é “um acontecimento verdadeiramente histórico”, disse aos jornalistas, um “desastre de grandes proporções" que “está em curso” e que mantém todas as equipas em estado de alerta e resposta. A Guarda Nacional da Louisiana tem no terreno mais de mil soldados e foi declarado o estado de emergência no estado. Estão em curso operações de evacuação, há mais de cem estradas fechadas e há falhas de energia em vários locais.