Valor dos contratos públicos celebrados em 2015 caiu 36%

As duas maiores obras contratadas foram duas escolas nos Açores.

O sector da construção contribuiu com 48 mil empregos
Foto
Valor médio dos concursos lançados no último ano roudou os 89 mil euros. Rebecca Cook/Reuters

O valor dos contratos públicos celebrados em 2015 totalizou 985,7 milhões de euros, montante que representa uma queda de 37% face a 2014, e de 36% em relação a 2013 e 2012, os anos mais duros da crise em Portugal.

Também os concursos promovidos em 2015, cujo valor total atingiu os 1245 milhões de euros, caíram 20% ou 310 milhões de euros face ao ano anterior, o que mostra a forte queda do investimento público no último ano e apesar da melhoria conjuntural da economia.

Os números são da Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços (AECOPS), que passou a disponibilizar uma base de dados que permite maior rapidez no tratamento dos dados, bem como a identificação de Outros dados, neste caso “alarmantes”, como “a reduzida dimensão dos contratos celebrados, a ausência de projectos e investimentos estruturantes, uma significativa quebra do investimento na área dos transportes e da hidráulica”.

A estes dados, e de acordo com um comunicado da associação, junta-se ainda “o menor número de donos de obra, um aumento do peso relativo dos ajustes directos, um acréscimo da concorrência e uma forte redução no volume da contratação por empresa”.

Como exemplo da reduzida dimensão dos contratos, a AECOPS adianta que, “em 2015 não foi celebrado nenhum contrato superior a 15,5 milhões de euros e que os dois maiores contratos do ano foram duas escolas nos Açores”. E que “o mercado foi alimentado quase exclusivamente por obras locais, com um valor médio a rondar os 89 mil euros”.

Sugerir correcção