DR
Foto
DR

AHEAD está a recrutar estudantes para Moçambique e São Tomé

O programa é dirigido a estudantes universitários que queriam fazer voluntariado nas áreas da educação em São Tomé e Moçambique durante os meses de Julho e Agosto

A AHEAD - Associação Humanitária para a Educação e Apoio ao Desenvolvimento é uma ONG universitária que recruta estudantes para voluntariado nas áreas da edução para Portugal, Moçambique e São Tomé. O período de inscrições e recrutamento para o programa do próximo ano já se encontra aberto.

Até ao dia 13 de Dezembro a organização encontra-se em fase de recrutamento para os programas AHEAD Rumos em Moçambique e AHEAD Rumos em São Tomé. Todas as dúvidas relativamente ao recrutamento podem ser esclarecidas até ao dia 2 de Dezembro no Instituto de Educação da Faculdade de Lisboa e na Faculdade de Medicina de Lisboa.

A organização fundada em 2007 por estudantes da Nova School of Business and Economics, tem vindo a desenvolver diferentes projectos focados na educação a nível nacional e internacional.

PÚBLICO -
Foto

O programa é dirigido a estudantes universitários que queriam fazer voluntariado nas áreas da educação em São Tomé, Moçambique e Portugal durante os meses de Julho e Agosto contribuindo assim para o desenvolvimento destes países com o conhecimento adquirido nas suas áreas de formação.

PÚBLICO -
Foto

Em Portugal o AHEAD Bairros é um programa de inserção para jovens residentes nos bairros da Boavista e da Ameixoeira, em Lisboa, que presta acompanhamento escolar e ajuda no desenvolvimento de projectos e actividades de carácter lúdico pedagógicas.

PÚBLICO -
Foto

Em São Tomé e Príncipe e Moçambique os programas subdividem-se em três vertentes sendo elas a UniSense, que pretende a cooperação com entidades locais, a UniCare, que diz respeito aos cuidados de saúde, higiene e primeiros socorros e a UniAid que consiste na formação de professores, monitores e alunos em diferentes áreas da educação. Os voluntários universitários deverão contribuir para o desenvolvimento sociocultural através de acções que potenciem a igualdade de oportunidades e a instrução da população dependendo das necessidades de cada comunidade.

Em comunicado, a organização refere que em anos anteriores conseguiu dar "formação a 2211 pessoas através de mais de mil horas de módulos, formações, apoio escolar e actividades com a comunidade em Portugal, Moçambique e São Tomé e Príncipe”.

A AHEAD acredita que a educação é a melhor ferramenta para a construção de um mundo mais justo e com maior igualdade de oportunidades.