Petroleiro já foi desencalhado com ajuda de sete rebocadores

Embarcação encalhou no sábado junto à marina de Cascais

Foto

O navio petroleiro Tokyo Spirit, que estava encalhado desde sábado junto à marina de Cascais, conseguiu sair da zona com a ajuda de sete rebocadores, por volta das 15h30, e está agora a ser rebocado até Setúbal.

A operação, que chegou a estar marcada para as 16h00, foi antecipada para as 14h30 e uma hora depois foi bem sucedida. O navio chegará a Setúbal ao final do dia de segunda-feira, segundo adiantou à Lusa o capitão do porto de Cascais, comandante Mário Fonte Domingues.

A Capitania do porto de Cascais adiantou, entretanto, que “a manobra de estabilização, feita por pessoal altamente especializado, vindo do estrangeiro, foi fundamental” por ter permitido diminuir o atrito “relativamente ao fundo”, o que “facilitou o trabalho dos rebocadores”.

Com 274 metros de comprimento e 30 mil toneladas de peso, o petroleiro ficou encalhado numa zona próxima da marina de Cascais, por volta das 12h00 de sábado, devido à ondulação provocada pelo mau tempo. Pouco mais de 24 horas depois, depois de várias tentativas mal sucedidas, sete rebocadores conseguiram finalmente desencalhar o navio, que agora segue para o porto de Setúbal.

Quando o petroleiro, que tem bandeira das Bahamas, ficou encalhado, os tripulantes recusaram ser resgatados para poderem colaborar na operação de retirada do navio, que foi dificultada pelos ventos fortes e a agitação marítima.

Fundeado na baia de Cascais desde quarta-feira passada, o navio encalhou no sábado em frente ao farol de Santa Marta, acabando por se posicionar à tarde junto ao molhe de protecção da marina de Cascais.