Edifício de Paulo Mendes da Rocha faz aumentar visitantes do Museu dos Coches

Registadas mais de 146 mil visitas no primeiro trimestre após a inauguração do novo edifício em Maio.

Foto
Novo Museu Nacional dos Coches abriu ao público no dia 23 de Maio Daniel Rocha

O Museu Nacional dos Coches recebeu, no primeiro trimestre contado a partir da abertura do novo edifício, no passado dia 23 de Maio, mais de 146 mil visitantes. Este número, divulgado esta terça-feira pela Secretaria de Estado da Cultura (SEC), significa “um aumento superior a 82 mil pessoas (+128%) em comparação com o período homólogo do ano passado”, acrescenta o comunicado.

Os números agora divulgados são a soma dos visitantes do antigo Picadeiro Real e do novo edifício projectado pelo arquitecto brasileiro Paulo Mendes da Rocha. Se forem contados apenas os visitantes deste último, o aumento relativamente ao período homólogo do ano passado (23 de Maio a 23 de Agosto) é de quase 45 mil pessoas (+70%).

A nota da SEC faz ainda uma comparação entre os 146 mil visitantes do último trimestre com o total de visitas registadas pelo Picadeiro Real durante todo o ano de 2014, que ascendeu a 206 mil – um número recorde nos últimos cinco anos da história do Museu Nacional dos Coches, que no ano passado só foi superado pelo Museu Nacional de Arte Antiga no conjunto dos museus sob a tutela da Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC).

Os números agora divulgados pela SEC sobre o impacto do novo edifício do Museu Nacional dos Coches vêm completar a informação avançada no final do mês de Julho pela DGPC, que apontava para um crescimento médio de 10% no panorama dos museus, palácios e outros monumentos sob a sua administração, mas que apontava também a perda de visitantes nalgumas instituições, à frente das quais estava o citado Museu Nacional de Arte Antiga.

O novo edifício projectado pelo arquitecto brasileiro que foi Prémio Pritzker em 2006, com a colaboração do arquitecto português Ricardo Bak Gordon, abriu ao público a 23 de Maio, depois de ter estado mais de dois anos fechado após a conclusão da obra. Continua, entretanto, por completar a museografia da nova exposição dos coches, da responsabilidade de Paulo Mendes da Rocha e do arquitecto português Nuno Sampaio, e que deverá ficar disponível só no final do ano.

Notícia corrida: em 2014, o Museu dos Coches foi superado no número de visitantes pelo Museu de Arte Antiga, entre os museus dependentes da DGPC.