Mais novos filmes para Cannes: Brillante Mendoza, Apichatpong Weerasethakul, Gaspar Noé

Um dos vencedores da Palma de Ouro de Cannes, Apichatpong Weerasethakul, participa na edição 2015 do festival na secção Un Certain Regard.

Foto
Cemetery of Splendour

Os organizadores haviam anunciado, em conferência de imprensa a 16 de Abril, que a Selecção Oficial estava apenas "90 por cento" definida e que nos dias que se seguiriam mais títulos iriam ser anunciados - como aliás gostam de fazer, tirando sucessivos coelhos da cartola. Ei-los: Brillante Mendoza, Apichatpong Weerasethakul ou Gaspard Noé.

Acabam assim de ser acrescentados mais títulos à competição, ao Un Certain Regard, e às sessões especiais e de meia-noite - ou seja, à Selecção Oficial. Um deles é o novo título de um vencedor da Palma de Ouro, a de 2010, Apichatpong Weerasethakul (O Tio Boonmee que se Lembra das Suas Vidas Anteriores). Nesta edição, o cineasta da Tailândia está na secção Un Certain Regard com Cemetery of Splendour: uma mulher de meia idade, um soldado doente, alucinações, fantasmas, romance.

Na mesma secção estão Alias Maria de José Luis Rugeles Gracia, Taklub de Brillante Mendoza (que protagonizou em Cannes um dos momentos mais tensos do festival, quando ali foi exibido Kinatay, em 2009) , Lamb de Yared Zeleke (um primeiro filme e uma primeira vez para a Etiópia em Selecção Oficial) e AN de Naomi Kawase, que é o título de abertura. (da cinestas japonesa estreou-se esta semana nas salas A Quietude da Água). Haverá assim 19 filmes nessa secção, que tem um júri específico, presidido por Isabella Rossellini.

O júri presidido pelos irmãos Joel e Ethan Coen ficam também com 19 filmes para ver - a competição oficial -, uma vez que acabam de entrar Cronic de Michel Franco e The Valley of love de Guillaume Nicloux

Une histoire de fou de Robert Guédiguian passará em Sessão Especial. Love de Gaspar Noé em Sessão da Meia Noite.