Velocidade Furiosa 7 bate recordes e já é o segundo mais visto em Portugal em 2015

Filme é a quarta melhor estreia mundial de sempre perante o efeito Paul Walker. O franchise ganha gás também em Portugal, onde em apenas quatro dias já se tornou no segundo filme mais visto do ano.

Foto
Vin Diesel, actor e produtor da série Velocidade Furiosa, na estreia do sétimo filme em Los Angeles Mark RALSTON/AFP

Velocidade Furiosa 7, ou Furious 7 como foi rebaptizado pelo estúdio, estreou-se em 14.009 salas em todo o mundo, das quais 116 portuguesas, e logo na quinta-feira bateu recordes: os analistas do sector estimavam que o filme arrecadasse 105 milhões de euros na estreia, tendo conseguido afinal 130 milhões de euros.

Em Portugal, o filme já está nos calcanhares do grande sucesso de Fevereiro e do ano, As Cinquenta Sombras de Grey, que até dia 5 de Abril teve 495 mil espectadores e fez 2,6 milhões de euros de receita bruta de bilheteira depois de um mês e meio de exibição. Velocidade Furiosa 7 conseguiu, em apenas quatro dias nas salas portuguesas, encher sessões e arrecadar 1,3 milhões de euros de receita brutas. Tornou-se assim o segundo filme mais popular do ano nos cinemas portugueses, de acordo com dados do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), ultrapassando já Sniper Americano de Clint Eastwood (974 mil euros até 1 de Abril), que esteve na contenda para os Óscares. 

A morte de um dos seus protagonistas, Paul Walker, a diversidade do seu elenco (que fez com que 75% da sua audiência no primeiro fim-de-semana nos EUA fosse não-caucasiana, composta por 49% de mulheres, 37% de hispânicos, 24% negros e 10% asiáticos) e a contínua injecção de novos rostos (desta vez os do veterano Kurt Russell e do herói de acção britânico Jason Statham) e novos números que fazem carros voar são alguns dos elementos que podem ajudar a explicar o sucesso crescente do franchiseO seu sétimo capítulo tornou-se assim na melhor estreia desta série que tem por base o universo do street racing, mas que conduz sob um espírito cada vez mais colado ao dos filmes de heists - de golpes como Um Golpe em Itália mas também das demandas internacionais de filmes como os das séries Missão Impossível ou até mesmo James Bond.

Uma vitória doméstica e mundial para um dos maiores estúdios de Hollywood, a Universal, que teve assim a sua melhor estreia de sempre e que em termos globais só foi suplantada pelos fãs de Harry Potter e dos super-heróis da Marvel. As maiores estreias mundiais pertenceram, na bilheteira, a Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2 (440 milhões de euros, 2011), a Harry Potter e o Príncipe Misterioso (358,8 milhões em 2009) e a Os Vingadores (357 milhões de euros em 2012) - o segundo filme de Os Vingadores: A Era de Ultron, é aliás o blockbuster que se segue com estreia agendada para 29 de Abril. Transformers 3 (348 milhões, 2011) passou assim para o quinto lugar na lista das estreias mais rentáveis na Terra. 

As expectativas são agora tão elevadas para Velocidade Furiosa 7 que os analistas de bilheteira norte-americanos citados pela revista Variety estimam que o filme possa ultrapassar a marca dos mil milhões de dólares. O filme custou, entre produção e promoção, cerca de 271 milhões de dólares.