Actualização de sistema deixa novos iPhones sem fazer chamadas

Os novos modelos serão vendidos em Portugal a partir desta sexta-feira.

Foto
Lucy Nicholson/Reuters

Nesta segunda-feira, a Apple disponibilizou o iOS 8.0.1, uma actualização menor ao sistema operativo dos iPhones e iPads, que podia ser descarregada e instalada pelos utilizadores, tanto nos novos modelos, como em vários dos modelos anteriores. Rapidamente, surgiram na Internet queixas de que a actualização deixava os iPhones 6 e 6 Plus incapazes de fazer telefonemas ou de enviar SMS e de que o sensor de impressão digital – usado para identificar o dono do aparelho – tinha também deixado de funcionar.

A Apple reconheceu os problemas, retirou a actualização e publicou uma página com instruções que permitem aos utilizadores ligar os telemóveis ao iTunes e reverterem os aparelhos para a versão anterior do sistema. Depois desta operação, avisa a empresa, a aplicação de saúde não funcionará. A Apple prevê lançar em breve uma nova actualização, para resolver estes problemas.

A falha surgiu quando na Internet abundavam as reclamações por causa de o novo iPhone ficar deformado em algumas situações, com utilizadores a descreverem que o aparelho tinha ficado dobrado depois de ter sido posto no bolso. Um vídeo em que um homem dobra o iPhone (usando as duas mãos) espalhou-se pelas redes sociais e pelos sites noticiosos.

O iPhone tem uma fina estrutura de alumínio, um material que é dobrável. A Apple não comentou estas queixas e não é claro que tipo de dano pode o aparelho sofrer em situações normais de utilização.

Os novos modelos vão ser postos à venda em Portugal nesta sexta-feira. 

Esta não é a primeira vez que um iPhone tem problemas na altura do lançamento. Há quatro anos, muitos utilizadores queixaram-se de perda de sinal de rede quando pegavam no iPhone 4, um problema causado pelo facto de a antena do telemóvel estar instalada na estrutura metálica em torno do aparelho.