As candidaturas têm de ser feitas por equipas de 2 a 4 elementos Kacper Pempel/ Reuters
Foto
As candidaturas têm de ser feitas por equipas de 2 a 4 elementos Kacper Pempel/ Reuters

Participa no Porto Summer of Code e ganha um iPad

Entre 8 e 14 de Setembro a cidade vai receber o Porto Summer of Code. O objectivo da competição é desenvolver uma solução de software inovadora enquadrada no tema "Porto, cidade do futuro"

É uma competição de programação e foi criada para estudantes. O objectivo é que sejam produzidas soluções que possam ser postas ao serviço da população. Vai realizar-se entre 8 e 14 de Setembro e pretende galvanizar a cena "tech" portuense.

Esta primeira edição tem como tema "Porto, cidade do futuro". Como tal, os projectos devem estar enquadrados no contexto da cidade do Porto.

As inscrições abriram no dia 1 de Julho e encerram dia 15 de Agosto. As candidaturas têm de ser feitas por equipas de 2 a 4 elementos e os participantes têm obrigatoriamente de ter sido estudantes no ano lectivo 2013/2014.

Não é necessário que os interessados tenham uma formação ligada à Engenharia Informática. “Podem participar desde que “percebam do assunto” e frequentem outro curso qualquer”, explicou ao P3 João Valente, um dos organizadores do evento.

Quando terminar o prazo das candidaturas a organização irá seleccionar 20 equipas para a competição. A selecção vai basear-se em critérios como o perfil dos candidados, o grau de adequação do projecto ao tema, a originalidade do projecto, entre outros.

O prémio da equipa vencedora será o último modelo do iPad. Mas mais o importante para os participantes, refere a organização, será a oportunidade de poderem partilhar e receber o feedback, dos seus projectos, com profissionais experientes. “O contacto com as empresas, começará durante o evento através da comunicação com os mentores e a possibilidade de realização de flash interviews com alguns dos nossos parceiros. O nosso desejo é que os participantes mantenham o contato com estas empresas também após o evento”, referiu João Valente, membro da organização do Porto Summer of Code.

O evento decorre durante sete dias. Quatro deles são remotos, “nesses dias o Porto Summer of Code já está a decorrer mas os participantes não necessitam de estar em nenhum local em específico” esclareceu João Valente.

Os outros três dias são presenciais e realizam-se na cidade do Porto. “Na sexta-feira os participantes terão de estar nas instalações da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, sábado e domingo nas instalações da Blip”, acrescentou.

O intuito da iniciativa passa por acelerar o processo de transição dos estudantes de um universo académico para o profissional. "Isto não significa meramente ajudar os estudantes a “encontrar emprego”, até porque muito deles ainda terão mais alguns anos até concluírem o seu curso. No entanto, queremos colocá-los desde cedo numa "sandbox", onde poderão conhecer melhor o grau de exigência técnica do desenvolvimento de software para o “mundo real”", sugere João Valente.

A organização espera que sejam criados softwares para Web e para dispositivos mobile (Android e iOS). Segundo João “hoje em dia é possível desenvolver produtos para estas plataformas de uma forma bastante rápida e os canais para a sua distribuição são bastante acessíveis (Google Play e Apple Store para dispositivos Android e iOS, por exemplo)”. Até ao momento o Porto Summer of Code tem 20 participantes inscritos.