DR
Foto
DR

Porto recebe o primeiro campeonato de pizzas

Com acesso livre, das 10h30 às 18h, o 1.º Campeonato Português de Pizza tem ainda uma vertente solidária

Serão cerca de 25 mestres (os pizzaiolos) de pizzarias lusas e, pelo menos, umas 500 pizzas — algumas, prometem, bem originais — a saírem dos fornos neste torneio de sabores que se estreia em Portugal.

Na segunda-feira, dia 21 de Julho, o Porto recebe o 1.º Campeonato Português de Pizza – na praça D. João I –, onde participam profissionais prontos a mostrarem os seus dotes, técnicas e métodos de produção: o 1.º e o 2.º classificados ganham o acesso, respectivamente, aos campeonatos mundial e europeu de pizza. Entre as pizarias representadas, contam-se a Al Forno da Figueira da Foz, a Presto Pizza, Pracetta, Don Genaro, Dolce Viana, Crepizza, Il Siciliano, Cimo de Vila ou L’Artista.

Um júri de “renome internacional” irá avaliar as obras-primas, entre as mais saborosas e as com melhor aparência. Entre os convidados encontram-se os chefes Augusto Gemelli, Hélio Loureiro ou Pedro Lemos.

PÚBLICO -
Foto
O mestre pizzaiolo Antonio Mezzero é o impulsionador do campeonato DR

Durante o dia será também possível assistir a um verdadeiro show de “pizza acrobática”, em que participam campeões mundiais da modalidade. Não será é possível provar as obras a concurso mas estarão disponíveis fatias de pizza providenciadas pela pizzeria Pulcinella de Matosinhos.

PÚBLICO -
Foto
Vão participar mais de duas dezenas de pizzaiolos DR

Com acesso livre (das 10h30 às 18h), o evento tem ainda uma vertente solidária. Segundo informam em comunicado, as receitas provenientes das inscrições revertem a favor da ala pediátrica do IPO/Porto.

A organização do campeonato é impulsionada pelo mestre pizzaiolo Antonio Mezzero, o proprietário da Pulcinella (que se abstém de participar no torneio), um napolitano que reside em Portugal há seis anos e que foi o primeiro no país a receber a chamada “estrela Michelin” das pizzas, uma certificação da Associazione Verace Pizza Napoletana.

Representando Portugal, já participou em torneios europeus da especialidade e conseguiu mesmo alcançar um quarto lugar que o levou até ao campeonato mundial das pizzas. No ano passado, organizou outro evento que deu que falar, uma pizza gigante com cinco metros de diâmetro na Torre dos Clérigos, celebrando os 250 anos do monumento.