“As circunstâncias têm que ser esclarecidas sem demora”

Primeiras reacções à queda do avião da Malaysia Airlines que vitimou quase três centenas de passageiros na Ucrânia.

Barack Obama, Presidente dos Estados Unidos da América

“É uma tragédia terrível. Os Estados Unidos oferecem todos os meios para ajudar a perceber o que se passou e por que razão.”

Catherine Ashton, chefe da diplomacia da União Europeia

“Estamos chocados por estas notícias preocupantes sobre a circunstância da perda trágica de um avião da Malaysia Airlines sobre o território ucraniano e pela perda de um tão grande número de vidas. As circunstâncias têm que ser esclarecidas sem demora e um inquérito internacional deve ser iniciado para que seja feita luz sobre esta tragédia. Pedimos a todas as partes na região da queda que permitam um acesso total ao local para que este seja imediatamente isolado, e que cooperem [com a investigação] e que partilhem todas as informações pertinentes. [...] Trata-se de uma nova e dolorosa ilustração das razões pelas quais é tão urgente pôr fim a este conflito.”

David Cameron, primeiro-ministro britânico

“Estou chocado e triste pela queda do avião malaio. [Uma equipa] está reunida para discutir as circunstâncias [do acidente].”

Anders Fogh Rasmussen, secretário-geral da NATO

“Estou profundamente chocado e entristecido. […] Há muita coisa pouco clara sobre esta queda. Porém, a instabilidade na região, causada pelos separatistas pró-Rússia, criou uma situação muito perigosa. É importante que seja feita uma investigação internacional profunda para que se estabeleçam os factos e para que os responsáveis sejam levados à justiça”.