Bell Labs batem recorde de velocidade de Internet com cabos comuns

A fibra óptica é rápida e é cada vez mais utilizada. Mas é cara. A solução pode estar ao virar da esquina.

O tribunal receia que a interferência nos direitos fundamentais “está limitada ao que é estritamente necessário”
Foto
A tecnologia XG-Fast poderá estar comercialmente disponível a partir de 2015 Kacper Pempel/Reuters

Uma equipa dos Bell Labs, um dos mais relevantes centros de investigação tecnológica do último século, anunciou ter batido o recorde de velocidade na transmissão de dados através dos tradicionais cabos de cobre usados nas ligações telefónicas por todo o mundo.

Os investigadores conseguiram atingir, em laboratório, uma velocidade de 10 gigabits por segundo (Gbps) com dois cabos de cobre com 30 metros de comprimento. O que significa que, no mundo real, segundo os mesmos investigadores, este tipo de ligação pode alcançar 1 Gbps.

Navegar na Internet a essa velocidade já é possível, através de alguns serviços de fibra óptica. No entanto, o benefício desta conquista dos Bell Labs é precisamente a possibilidade de passar a usar cabos de cobre, muito mais baratos do que os de fibra, nas ligações de alta velocidade.

“Vai permitir aos operadores fornecer velocidades de ligação de Internet indistinguível dos serviços de fibra-até-casa, um grande benefício empresarial para locais onde não é física, económica ou esteticamente viável colocar cabos novos de fibra até dentro das residências”, informa a Alcatel-Lucent, dona dos Bell Labs, num comunicado publicado nesta quarta-feira.

A tecnologia desenvolvida nos laboratórios da Bell Labs em Antuérpia, Bélgica, e baptizada com o nome XG-Fast poderá estar comercialmente disponível a partir de 2015. Todavia, a sua introdução no mercado não permitirá, contudo, substituir completamente a fibra óptica.

A alta velocidade só é conseguida através desta tecnologia em distâncias curtas – de dezenas a poucas centenas de metros. O que significa que o problema das ligações a povoações mais deslocadas não se resolve, nem é possível deixar de recorrer à fibra óptica nas cidades.

Para conseguir obter uma ligação de alta velocidade recorrendo a cabos de cobre é necessário estar próximo da central telefónica ou ter o cabo de cobre ligado a um cabo de fibra óptica – isto é, usar o cabo tradicional apenas para os últimos metros da ligação.

Os investigadores dizem que “a fibra pode ser trazida para a rua, para a parede ou para a cave de um edifício e a rede de cobre existente é usada para os últimos metros”.