Umbigo de criança foi de mais para o Instagram

Site de partilha de imagens apagou conta de utilizadora por causa de imagem da sua filha a mostrar a barriga.

A fotografia que levou à suspensão da conta
Foto
A fotografia que levou à suspensão da conta Courtney Adamo

A fotografia de uma criança de 19 meses a levantar o vestido e a mostrar o seu umbigo levou a que a conta no Instagram da mãe fosse retirada. O site de partilha de fotografias considerou que a imagem publicada por Courtney Adamo era “inapropriada”.

Courtney, de 33 anos, mãe de quatro crianças e residente em Londres, recebeu um e-mail de alerta por parte do Instagram, antes de a fotografia da pequena Marlow ter sido retirada. Insatisfeita com as explicações do site (terá violado as “regras destinadas à comunidade Instagram”), a mulher consultou as mesmas regras, concluiu que não tinha desrespeitado nenhuma delas e decidiu republicar a imagem. Pouco depois, a conta de Courtney era encerrada.

“Pensei que era uma fotografia adorável de minha bebé e da sua linda e redonda barriga”, conta a mulher no seu blogue, onde manifestou a sua indignação pelo que aconteceu. “A não ser que a barriga de um bebé seja considerada ‘nudez’ e certamente não é! Ela é um bebé”, escreveu.

A regra sobre nudez do Instagram determina que “não se pode publicar fotografias violentas, de nudez, nudez parcial, discriminatórias, ilegais, pornográficas ou sexualmente sugestivas ou outros conteúdos”.

Courtney lamentou que o Instagram tivesse apagado “quatro anos de fotos de família e memórias”. “Tudo desapareceu. Fico doente só de pensar nisso.”

Depois de tentativas fracassadas de contacto com o Instagram, mas seguidas de várias mensagens de apoio publicadas no seu blogue, a mulher viu a sua conta ser reposta. A explicação veio por parte de um porta-voz do Instagram, citado pelo The Guardian.

"Esforçamo-nos para encontrar um bom equilíbrio entre permitir que pessoas se expressem criativamente e ter políticas activas para proteger as crianças. Esta é uma razão pela qual as nossas regras colocam limites à nudez, mas reconhecemos que nem sempre estamos certos. Neste caso, cometemos um erro e restaurámos a conta."