Jazz em Julho no Goethe Institute

De 1 a 17 de Julho, os jardins do Goethe Institute, em Lisboa, vão-se encher de jazz, com onze concertos de formações oriundas de onze países.

Foto
Emile Parisien Quartet

O trio do saxofonista Rodrigo Amado, na companhia do pianista Rodrigo Pinheiro do Red Trio, inaugura, a 1 de Julho, em Lisboa, o Festival Jazz im Goethe-Garten, foi avançado hoje pelo Goethe Institute, o Instituto Cultural da Alemanha, em Lisboa.

De 1 a 7 de Julho, o jardim da instituição receberá onze concertos de onze países europeus, naquela que é a 10ª edição do acontecimento. O director artístico do festival, Rui Neves, disse à imprensa, citado pela LUSA, que a décima edição, apresenta “uma oferta rica e variada que permite continuar a descobrir estéticas e linguagens” do jazz europeu.

Entre os onze concertos, contam-se os dos austríacos Weisse Wande, a 2 de Julho, o do pianista italiano Umberto Petrin, veterano do jazz italiano e membro da Italian Instabile Orchestra, a 3 de Julho e do saxofonista finlandês Mikko Innanen, a 8 de Julho, um dos mais relevantes jovens músicos da cena finlandesa.

A 9 de Julho entrarão em cena os luxemburgueses 4s, enquanto a 10 será a vez do grupo free jazz Konstrukt, da Turquia, em estreia em Portugal, e dos noruegueses Cortex.

Os suíços Silo, a 14, os belgas Baloni, a 15, e a 16 os franceses Émile Parisien Quartet, prometendo doses de humor com música lá dentro, são outros destaques. A fechar o festival, a 17 de Julho, estarão os alemães Underkarl, um histórico quinteto liderado pelo contrabaixista Sebastian Gramss.