Real Madrid conquista em Lisboa a 10.ª Champions do seu historial

Cristiano Ronaldo apontou, de penálti, o quarto golo da sua equipa. O Real Madrid sofreu, mas teve alma para empatar a partida nos instantes finais do tempo regulamentar e força para golear no prolongamento.

Foto
Francisco Leong/AFP

Depois de estar a perder, o Real Madrid deu a volta e garantiu o décimo título europeu (nas versões Taça dos Campeões Europeus e Liga dos Campeões) do seu palmarés em Lisboa. O uruguaio Diego Godín marcou ainda na primeira parte, aproveitando um erro de Casillas, praticamente na primeira oportunidade de que a equipa de Simeone dispôs. Os colchoneros aguentaram uma segunda parte de grande pressão ofensiva do Real, defendendo a vantagem com unhas e dentes. Mas, ao cair do pano – tal como em 1974 – viu a taça fugir. Um cabeceamento de Sergio Ramos atirou o jogo para o prolongamento. Galvanizado e com os jogadores em melhores condições físicas, o Real Madrid deu a volta, no tempo suplementar, com um golo de Bale, depois de uma grande jogada de Di María. Os golos de Marcelo e de Cristiano Ronaldo, de penálti, apenas vieram confirmar o pesadelo do Atlético. A primera vai ter de esperar.