Microsoft nomeia veterano Satya Nadella para CEO, Gates passa a conselheiro

Steve Ballmer tinha anunciado o afastamento em Agosto. Bill Gates deixa conselho de administração.

Nadella está na empresa desde 1992
Foto
Nadella está na empresa desde 1992 Microsoft

A Microsoft confirmou aquilo que tinha sido noticiado na semana passada: Satya Nadella, um veterano da empresa que já passou por vários cargos de chefia, será o terceiro presidente executivo da empresa, depois de Steve Ballmer e do fundador Bill Gates, que passará a ter um cargo de conselheiro.

Nadella, um indiano de 46 anos com formação em Engenharia, está na Microsoft desde 1992, uma altura em que a multinacional era significativamente mais pequena. Era, desde o ano passado, responsável pelo negócio de serviços online para empresas, uma das tendências importantes do sector.

“A nossa indústria não respeita a tradição – respeita apenas a inovação. As oportunidades que a Microsoft tem pela frente são vastas, mas, para as agarrar, temos de ser mais rápidos, temos de nos concentrar e de continuar a transformar”, afirmou Nadella, num comunicado da empresa divulgado nesta terça-feira. “Considero que uma grande parte do meu trabalho é a aceleração da nossa capacidade para trazer mais rapidamente produtos inovadores aos nossos clientes”.

Steve Ballmer, que ocupava o cargo desde 2000, tinha anunciado no ano passado que iria deixar a liderança. Sob a gestão de Ballmer, a Microsoft lançou produtos de sucesso (como a Xbox e o Windows XP, além de ter mantido uma rentável divisão de soluções empresariais), mas também falhou algumas tendências de mercado. Foi lenta na transição para o mercado dos dispositivos móveis e o sistema operativo Windows Phone chegou quando os concorrentes Android e iOS já estavam numa fase madura. A empresa também apresentou tablets já no início da década passada, mas foi a Apple a primeira a comercializar com sucesso o conceito. 

Recentemente, e ainda antes de a nomeação ser pública, Bill Gates, que há alguns anos se afastou da gestão quotidiana da Microsoft, dissera que estava disponível para ter um papel mais ou menos activo conforme a vontade do novo presidente executivo. A empresa anunciou agora que o fundador deixará o cargo de presidente não-executivo do conselho de administração para ocupar o papel de conselheiro tecnológico de Nadella.