Torne-se perito

Lenovo compra negócio de servidores da IBM

A tecnológica americana já tinha em 2005 vendido o negócio de PC à multinacional chinesa.

O computador começou como um projecto da IBM em 2006
Foto
A IBM continuará com os servidores mais poderosos Mark Lennihan/AP

A chinesa Lenovo, a maior fabricante mundial de computadores pessoais, chegou a um acordo com IBM para comprar boa parte do negócio de servidores da empresa americana por 2300 milhões de dólares (cerca de 1700 milhões de euros).

Do negócio fazem parte os servidores de arquitectura x86, usados pela generalidade das empresas. A IBM, porém, ficará com alguns servidores mais poderosos, destinados a tarefas de computação exigentes, uma área em que a empresa desenvolve investigação científica.

Do montante acordado, dois mil milhões serão pagos em dinheiro e o restante em acções. A transacção terá ainda de passar numa avaliação relacionada com questões de segurança nacional dos EUA.

De acordo com dados da analista Gartner, relativos ao terceiro trimestre de 2013, a IBM está em segundo lugar no mercado dos servidores, com uma quota de 22,9%. Em primeiro, está a HP, com 27,6%. Naquele período, o mercado representou receitas aproximadas de 12.300 milhões de dólares (perto de nove mil milhões de euros).

A Lenovo tornou-se líder no mercado dos PC (um lugar que disputa com a HP) depois de também ter comprado esta divisão de negócio à IBM, em 2005, por 1750 milhões de dólares.