Funeral de Nelson Mandela é no dia 15 de Dezembro, na aldeia de Qunu

A África do Sul decretou uma semana de luto oficial. O primeiro Presidente negro do país vai ser velado na sede do Governo, em Pretória, e um memorial nacional foi marcado para o estádio de Joanesburgo onde decorreu a final do campeonato do mundo de futebol de 2010.

Foto

Nelson Mandela vai ser enterrado no dia 15 de Dezembro, na cidade de Qunu, onde passou a sua infância, junto dos seus pais e três dos seus filhos, numa cerimónia íntima, como era o seu desejo, informou o Presidente da África do Sul, Jacob Zuma.

Jacob Zuma decretou que este domingo, dia 8 de Dezembro, será um “dia nacional de oração e reflexão”, em memória do antigo líder da luta anti-apartheid e símbolo maior da reconciliação nacional sul-africana. “Peço a todas as pessoas, nas igrejas, mesquitas, templos, sinagogas, que parem para fazer uma oração e pensem na vida de Madiba, e na sua contribuição para o seu país e o mundo.”

Jacob Zuma apresentou, numa curta declaração televisiva, o programa oficial de cerimónias fúnebres, tributos e homenagens a Nelson Mandela, que morreu tranquilamente esta quinta-feira, na sua casa de Joanesburgo, depois de vários meses em estado crítico por doença respiratória. Tinha 95 anos.

“Vamos trabalhar juntos para organizar o funeral mais digno para este filho excepcional do nosso país e pai da nossa jovem nação”, disse Zuma, que, em nome da África do Sul, agradeceu todas as mensagens de condolências e manifestações de solidariedade e respeito enviadas ao país de todo o mundo.

Mas, especialmente, o Presidente agradeceu “sinceramente a todos os sul-africanos pela forma digna como reagiram à dor monumental da perda deste ícone internacional, que era o símbolo da reconciliação, unidade, amor, direitos humanos e justiça no nosso país e no mundo”.

A África do Sul declarou uma semana de luto oficial pela morte de Nelson Mandela. A 10 de Dezembro, será realizado um memorial nacional no “Soccer City” de Joanesburgo, o estádio que acolheu a final do campeonato do mundo de futebol de 2010 e que tem capacidade para 95 mil pessoas.

De 11 a 13 de Dezembro, o corpo de Nelson Mandela vai ficar em câmara-ardente no complexo governamental Union Buildings, na capital, Pretória. O velório do líder histórico do Congresso Nacional Africano e primeiro Presidente negro da África do Sul será uma cerimónia de Estado, e vários presidentes e chefes de Governo estrangeiros confirmaram já a sua participação nas exéquias fúnebres.

No dia 16 de Dezembro, os sul-africanos celebram o “Dia da Reconciliação”, um feriado nacional que assinala a união de negros e brancos depois de séculos de segregação e opressão racial. O programa comemorativo deste ano já incluía a inauguração de uma estátua de Nelson Mandela em frente do edifício-sede da Presidência da República, em Pretória.