Mário criou um "pó mágico" que transforma óleo usado em velas

O óleo que fica no fundo das latas de atum pode servir para fazer velas ecológicas. "O melhor pó de vela do mundo" é uma criação do português Mário Silva — e não cheira a óleo usado

A receita é tão simples que, à primeira vista, duvidamos que possa, de facto, funcionar. Se juntarmos três colheres d’ “O melhor pó de vela do mundo” e 100 mililitros de óleo de cozinha (o equivalente a duas latas de atum) e colocarmos no micro-ondas por dois minutos, fica pronta a cera para “A melhor vela do mundo”. Assim que solidifique, está pronta a ser queimada — “e dura, em média, 30 horas”, garante Mário Silva.

Este “pó mágico” é um produto 100% português (a fábrica está localizada na Marinha Grande) e resulta do trabalho da empresa Oil2Wax, do gestor Mário Silva, de 38 anos. O objectivo é aproveitar o óleo usado na cozinha, cujo sistema de reciclagem é, ainda, incipiente.

O melhor pó de vela do mundo” está à venda online e cada lata custa 19 euros. Em média — e dependendo do tamanho dos recipientes usados —, uma lata dá para fazer seis velas, ficando cada uma a cerca de três euros. Além do pó, é possível, ainda, comprar velas ecológicas já feitas (a partir da recolha de óleo de restaurantes) e “todos os acessórios que andam à volta da utilização deste produto”. Mário enumera: “pavios, apagadores de chama, vasos de decoração e 'kits' de cores”. Isto porque, por defeito, a vela é branca — para dar cor basta misturar o corante, vendido à parte.

PÚBLICO -
Foto
Cada lata custa 19 euros e dá para seis velas, de 30 horas cada DR

“As velas não ficam a cheirar a óleo”, garante Mário, uma vez que todas são perfumadas. “O pó é o segredo do produto”, diz, ainda que se saiba que resulta de um conjunto de ceras que “dialogam com o óleo”. “Esta é a melhor vela do mundo não só pela dimensão ecológica, económica e decorativa, mas também porque é completamente segura do ponto de vista da saúde e do ambiente”, sublinha.

PÚBLICO -
Foto
As velas podem ser coloridas e perfumadas de acordo com gosto do cliente DR

Envolver as pessoas no tratamento do lixo

“Isto surge no seguimento da minha visão pessoal”, sugere Mário, para quem a forma como hoje tratamos o lixo “não resolve o problema do desperdício que o mundo tem”. “Esta desresponsabilização do consumidor gera um volume de lixo que se torna incontrolável, por muita reciclagem que se faça.”

A solução que Mário encontrou passa por “envolver as pessoas”. “A ideia é fazer as pessoas apaixonarem-se pelo lixo — e por aquilo que o lixo pode ser”, resume. Inicialmente, a concretização desta ideia teve a forma de uma máquina que transformava em velas as sobras do óleo de cozinha, a Oon Candle Maker. O preço — à volta de 200 euros — fez com que Mário procurasse desenvolver a tecnologia até eliminar a necessidade de uma máquina.

Nasceu, assim, a marca "A melhor vela do mundo", que tem parcerias com a Amnistia Internacional, a WWF e uma marca de comércio justo holandesa. Os clientes que desejarem vender as velas que fazem em casa, com recurso ao pó, também o podem fazer: basta, para isso, entrar em contacto com a empresa.