Preços na indústria na zona euro com ligeira queda em Março

Nível dos preços cobrados na indústria subiu em Portugal.

Foto
Em Portugal, os preços praticados na produção industrial subiram 1,5% face a Março de 2012 Pedro Martinho

Os preços da produção industrial na zona euro e no conjunto dos 27 países da União Europeia (UE) baixaram ligeiramente em Março, recuando 0,2% em relação ao mês anterior, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Eurostat.

Portugal divergiu da tendência europeia. Em Março, tal como nos dois meses anteriores, os preços praticados na produção industrial aumentaram de forma ligeira, progredindo 0,1%. Ainda assim, abrandaram face a Janeiro e Fevereiro, meses em que este indicador avançou 0,8% e 0,3%, respectivamente.

Na zona euro, houve recuos de preços na produção no sector energético e na produção de bens intermédios. O indicador relativo aos bens de investimento estabilizou e subiu nos bens de consumo.

As maiores descidas observaram-se na Bulgária, na Grécia, em Espanha, na Lituânia, ao contrário da Estónia, da Irlanda, da Eslovénia e da Finlândia, onde se observaram as maiores subidas de preços.

Se forem comparados os dados com os valores de Março do ano passado, observa-se um aumento dos preços de 0,7% na zona euro e no conjunto da UE. No caso de Portugal, o indicador avançou 1,5%. Tal como no espaço da moeda única, avançou a um ritmo menos intenso do que os meses anteriores.

A subida mais expressiva registou-se na Estónia, onde os preços da produção industrial progrediram 11,3%. Com subidas já distantes, seguiu-se a Bélgica (3,7%), a Irlanda (2,6%) e França (1,9%).