Torne-se perito

“Temos aqui o líder”, diz Soares no almoço com Seguro

PS faz 40 anos. No Largo do Rato, o fundador do partido e o actual secretário-geral tiveram um almoço, no qual Soares fez um balanço da vida do PS.

Soares esteve no Largo do Rato esta tarde mas não estará em Coimbra, para o jantar de aniversário do PS
Fotogaleria
Soares esteve no Largo do Rato esta tarde mas não estará em Coimbra, para o jantar de aniversário do PS Rui Gaudêncio
Fotogaleria
Rui Gaudêncio
Fotogaleria
Rui Gaudêncio

Mário Soares almoçou esta sexta-feira com António José Seguro na sede nacional do Partido Socialista no Largo do Rato. Um tête-à-tête entre o fundador do PS e o actual secretário-geral, na comemoração do 40.º aniversário do partido. “Temos aqui o líder”, disse Soares.

“É um bom líder, evidentemente”, comentou Mário Soares. Seguro abraça-o ligeiramente e agradece: “Muito obrigado”. Nos jardins do Palácio do Rato, Soares evocou um longo conhecimento do actual líder: “Conheço-o desde Penamacor e depois como líder da JS.”

Neste conhecimento há um dado muito pessoal, da própria história do fundador do PS: “Ele [Seguro] é casado com uma senhora que também é da minha família, Maldonado Freitas. Eu fui tratado pela avó da esposa dele.”

Mário Soares fez um breve balanço das quatro décadas de vida do seu partido: “O balanço está à vista de todos, é um partido que tem uma tradição democrática.” O futuro não o preocupa: “Espero um bom futuro, não só para o partido mas para o país.” E desdramatiza que o PS não esteja no poder. “Um partido de oposição é um partido de oposição, ouvi esta manhã o discurso do meu líder, porque eu só sou militante ‘número um’, não mando nem quero mandar.” Sobre o Governo, Soares não lhe poupa críticas e foi sintético. Considera que o “PSD está desesperado.”

A política e a história partidária foi o tema de um almoço a dois com uma ementa suave – creme de legumes, garoupa grelhada com legumes, leite-creme e fruta laminada. Mário Soares não comparece esta noite, em Coimbra,  ao jantar comemorativo do 40.º aniversário do PS, onde estarão os antigos secretários-gerais Jorge Sampaio e Ferro Rodrigues. As ausências serão de Vítor Constâncio e José Sócrates. “Gostaríamos que estivessem todos os ex-líderes, mas nem sempre é possível”, comentou Seguro.
 

Sugerir correcção