Capriles pede um “concerto de caçarolas” para exigir recontagem

Maduro foi proclamado vencedor pelo conselho eleitoral ainda na noite de domingo, com uma vantagem de pouco mais de 1%.

Capriles é o candidato Mesa da Unidade Democrática
Foto
Capriles é o candidato Mesa da Unidade Democrática Marco Bello/Reuters

O candidato da oposição apelou esta segunda-feira à realização de manifestações caso seja proclamada a vitória de Nicolás Maduro. O sucessor designado por Hugo Chávez ganhou as presidenciais na Venezuela, segundo dados do conselho eleitoral, com 235.000 votos de vantagem sobre Capriles, que exige uma recontagem.

Para esta segunda-feira à noite, Capriles pede um “concerto de caçarolas”; para terça-feira apela à mobilização dos apoiantes juntos às delegações da comissão eleitoral “de todo o país” para exigir a recontagem dos votos. O acto público de proclamação oficial da vitória de Maduro está previsto ainda para segunda-feira.

“Enviamos ao Conselho Nacional Eleitoral uma comunicação solicitando responsavelmente, no exercício do nosso direito, que não exista um acto de proclamação”, disse Capriles numa conferência de imprensa em Caracas. Se Maduro se proclamar Presidente, pede então aos venezuelanos que tragam os tachos para a rua e “lhes batam com força”. “Este país pede ordem e paz e eu sou um construtor do progresso”, disse.

Maduro foi proclamado vencedor pelo conselho eleitoral ainda na noite de domingo, com uma vantagem de pouco mais de 1%. A margem curta e as mais de 3200 irregularidades registadas levam a que a oposição queira ver todos os votos recontados, para que “não restem dúvidas”.

Sugerir correcção