Google vai disponibilizar óculos graduados com Internet

A empresa norte-americana confirmou que está a criar uma versão para quem tiver prescrição médica.

Foto

Os fãs da Google que usam óculos graduados também vão poder comprar os óculos que a empresa está a desenvolver.

Segundo uma publicação na página do Google+ da equipa que está a desenvolver os Google Glasses, uma das perguntas mais feitas é se haverá uma versão dos óculos com lentes graduadas.

Nesta terça-feira, a Google pôs fim à especulação e disse que “a curta resposta é: sim!” A empresa acrescenta ainda que está a “aperfeiçoar o design para as lentes com prescrição.” No texto agora publicado, surge uma fotografia de Greg Priest-Dorman, um dos membros da equipa, a utilizar um dos protótipos.

Os óculos não vão estar prontos para o lançamento da primeira vaga de encomendas da Google exclusiva para os programadores baseados nos EUA, a “Glass explorer edition”, que já fechou as encomendas. Está previsto que os adaptados a quem tem dificuldades de visão sejam postos à venda até ao final deste ano.

Por enquanto, as encomendas só podem ser feitas por norte-americanos, mas a empresa espera poder chegar ao resto do mundo "num futuro próximo".

Em linguagem mais simples, estes óculos funcionam como um smartphone, que se liga ao cérebro através da visão, e funcionam com comandos verbais. Entre outras funções, os óculos permitem saber a temperatura exterior ao olhar através de uma janela, tal como visualizar mapas que indiquem o percurso até ao destino que queremos.

Os criadores deste dispositivo antevêem duas grandes utilidades para este dispositivo: a primeira é capturar vídeos e fotografias tiradas a partir do ponto de vista do utilizador à medida que este participa em actividades que pretende gravar e recordar e a segunda é a capacidade de os Google Glasses fornecerem informações úteis aos utilizadores em tempo real.



Sugerir correcção